segunda-feira, 7 de junho de 2010

Reiki



O Que é o Reiki

No início da história da humanidade, o homem mantinha seus canais de circulação de energia intactos, mantendo seus instintos básicos de sobrevivência de forma genuína, o que gerava um estado de felicidade e harmonia pleno.
Com o desenvolvimento, fomos nos desligando de nossas origens e ficamos individualistas.
Com isso, enfrequecemos os canais de ligação com o Cosmo - a energia cósmica-, e passamos a receber uma quantidade bem reduzida de energia.
Hoje, no ápice deste processo, recebemos apenas a quantidade de energia cósmica que garante nossa sobrevivência - nada mais.
Por isso, precisamos de técnicas que nos devolvam a ligação com o Cosmo e nos dêem energia para viverem equilíbrio.
Nos seres humanos, a energia circula de forma livre pelos caminhos sutis: Chacras, Meridianos e Nadis.
Também percorre nosso campo energético, nossa Aura.
Essa energia alimenta órgãos e células, regulando as funções vitais.
Se há bloqueios na livre circulação energética, o resultado é um desequilíbrio, que pode ser sentido seja no físico, na mente ou nas emoções.
O Reiki é uma técnica que capta a energia vinda do Cosmo e a transmite ao reikiano para que haja um reequilíbrio energético, que leva ao pleno estado de saúde, harmonia e paz interior.
O sistema Reiki serve, em primeiro lugar, para a reikiano ajudar a si própria a se reequilibrar, desenvolver a intuição e a capacidade de adptação e aceitação; e, em segundo lugar, para que a reikiano possa ajudar o outro.
A palavra "Reiki" é de origem japonesa e resulta da união dos fonemas REI e KI. REI se refere à força cósmica, à energia universal.
KI é a energia da força vital: sem o KI não há vida.
Quando essas duas energias se encontram, a energia cósmica com a nossa individual, forma-se REIKI.
Vale ressaltar que o Reiki nunca foi, não é, e nem dever ser uma religião ou seita. É de importância vital não confundir o sistema Reiki com outras práticas.



AS VANTAGENS DO REIKI
Simplicidade - sua técnica é simples e seu aprendizado requer pouco tempo de dedicação.
Durabilidade – basta à iniciação para o reikiano se tornar um canal de energia pelo resto de sua vida.
Universalidade – pode ser aplicado no local ou à distância.
Energização – a prática não desgasta energicamente o reikiano, pois ele é apenas um canal – não usa sua própria energia e sim a cósmica. Por isso, quanto mais se pratica o reiki, mais energizada a pessoa fica.
Diversidade – pode ser aplicado em qualquer local, ser vivo-animal, vegetal ou mineral.
Não tem sectarismo religioso.
Não troca energia com a outra pessoa.

Hoje, a cada dia, mais reikianos são iniciados no Brasil e no resto do mundo.
É importante dizer que o Reiki já conta com o reconhecimento da OMS – Organização Mundial de Saúde – como prática terapêutica.
Nos EUA e na Europa, já é, inclusive, usado como ferramenta auxiliar da medicina nos tratamentos pré e pós-cirúrgico.

Não há contra-indicações no uso do Reiki.
Ele atua sem depender do estado emocional da pessoa que está aplicando pois relaxa, energiza, purifica, transforma, protege e pode ser usado em qualquer lugar e a qualquer hora, inclusive, junto a outras técnicas.

O Reiki pode ser usado, por exemplo, em combinação com os cristais.
O Reiki pode ser praticado em qualquer caso de doença física, emocional ou mental, desde uma simples dor de cabeça, stress, até cancer.
Vale dizer que, em casos de doenças muito sérias, a prática do Reiki não elimina a necessidade de tratamento médico convencional.


A CURA
A energia Reiki cura ao passar pelo bloqueio do campo energético, o que eleva o nível vibracional do corpo e dissolve as barreiras.
O Reiki acalma as tensões, alivia a dor, limpa o organismo, cura doenças agudas e crônicas.
Equilibra as emoções.
Quando a energia Reiki chega na altura do coração, por exemplo, remove energias estagnadas, desbloqueando histórias de sofrimento e mágoas, abrindo os canais da emoção.
Uma aplicação de Reiki costuma durar em torno de uma hora, mas sua energia ainda permanece circulando por mais de 96 horas desencadeando reações diversas.
Logo no ínicio, enquanto algumas se dizem irritadas, outras costumam sentir muito cansaço e muitas se sentem sensíveis e vulneráveis.
O terapeuta reiki entende essas reações como uma crise que faz parte do processo de limpeza energética.
Passada a turbulência inicial, a energia se equilibra e as reikianos tendem a se sentir mas calmas, com uma saudável sensação de bem estar espiritual e excelente saúde física e emocional.

A história da Origem do Reiki é transmitida pela forma oral, passada de Mestre
para aluno.




MIKAO USUI
O fundador do Reiki como sistema de harmonização natural é Dr. Mikao Usui, sacerdote cristão , que no final do século XIX era reitor na Universidade de Doshisha, em Kyoto - Japão.

Um de seus alunos perguntou se o Dr. Mikao Usui aceitava o conteúdo da Bíblia. Após a resposta afirmativa, o aluno continuou seu questionamento perguntando como é que processava-se a cura, propiciada por vários Mestres da antigüidade.
Não sabendo responder ao seu aluno, a resposta a esta questão fundamentou a procura de Mikao Usui, transformando completamente seu objetivo de vida.

Uma semente foi plantada.
No dia seguinte, Dr. Usui demitiu-se de seu cargo de reitor da Universidade e viajou para os Estados Unidos da América onde permaneceu durante vários anos.
Aprofundou seus estudos nas Escrituras Sagradas na Universidade de Chicago na tentativa de desvendar o segredo de como Jesus e seus discípulos curavam os doentes.

Não tendo encontrado a resposta, retornou ao Japão e aprofundou-se na filosofia budista em diversos mosteiros.
Encontrou apoio de um abade que também estava interessado nesta mesma questão.
E assim entrou em contato com os Sutras, escrituras budista.

Estudou as traduções japonesas nas escrituras budista, mas não encontrou a explicação que buscava.
Decidiu aprender sânscrito para ter acesso aos textos budista originais e às documentações que não tinham sido traduzidas.

Após 7 anos, finalmente encontrou o que tanto procurava!
Anotações de um discípulo de Buda lhe deram a chave, os símbolos e a descrição de como este grande Mestre curava.

Embora tenha redescoberto o conhecimento, não tinha ainda o poder da cura. Havia comentado o fato com seu velho amigo abade e decidiu dirigir-se a uma montanha sagrada para meditar em busca deste poder.

Na montanha sagrada meditou durante vinte e um dias.
Para ajudar na sua contagem do tempo, colocou diante de si a mesma quantidade de pedrinhas que eram descartadas uma a uma, dia após dia.

No 21º. dia viu no horizonte luzes que vindo ao seu encontro deram formação aos símbolos que ele havia encontrado nas anotações em sânscrito.
Perdeu os sentidos e ao recobrá-los percebeu ter entrado em contato com o poder de cura que tanto procurava.

Primeira constatação foi que apesar de ter jejuado durante 21 dias, não se sentia faminto, nem esgotado.
Tinha recobrado miraculosamente as suas energias.

A segunda, quando movido pela alegria de ter encontrado a resposta e querendo transmitir estes conhecimentos para o seu amigo abade, feriu-se no dedão do pé , impondo suas mãos sobre o ferimento, constatou, para sua surpresa, que a hemorragia e a dor cessaram instantaneamente.

Ao pé da montanha Mikao Usui parou num pequeno albergue e pediu uma refeição.
O proprietário percebendo pelo aspecto do monge que o mesmo havia passado por um jejum de vários dias na montanha sagrada decidiu preparar-lhe uma refeição leve.
Esta lhe foi servida por uma menina que pelo seu aspecto percebia-se estar com muita dor de dente.
Com o toque das mãos de Mikao Usui, a dor que afligia a menina desapareceu.

Ao regressar ao mosteiro, Usui soube que seu amigo estava acamado com ataque de artrite.
Impondo- lhe as mãos nos pontos doloridos, aliviou-o da dor com as suas mãos de cura.

O abade curado exclamou contente: "Isto é Reiki!
Energia Universal da Vida."

Durante os sete anos seguintes, Dr. Usui trabalhou curando doentes em um gueto de mendigos no Japão.
Algumas pessoas que haviam sido beneficiadas pelo toque de suas mãos assumiram novos papéis em suas vidas.
Mas, algumas retornaram a vida antiga, pois não queriam assumir as suas responsabilidades.
Mikao Usui diante deste fato sentiu a necessidade de criar as Máximas de Vida no Sistema Reiki, que são:

Justamente por hoje, não se preoculpe.
Seja confiante.

Justamente por hoje, não se zangue.
Perdôe conscientemente.

Honre os teus pais, mestres e anciões.
Ganhe a vida honestamente.

Mostre gratidão a todos os seres vivos.

Abandonou o gueto de mendigos e decidiu ensinar somente àqueles que realmente tinham o desejo de mudar as suas vidas.
Ensinou às pessoas como curar a si mesmas e lhes entregou os princípios de Reiki para também curarem a sua forma de vida.



Chujiro Hayashi
Um dos alunos de Mikao Usui foi Chujiro Hayashi, um oficial aposentado da marinha que estava procurando uma forma de servir ao próximo.
Recebeu sua iniciação e se comprometeu profundamente com a prática do Reiki.
Chujiro Hayashi foi reconhecido com Grão Mestre em Reiki quando do falecimento de Mikao Usui, tendo-lhe incumbido de manter intacta e proteger a essência dos ensinamentos.
Chujiro Hayashi, reconhecendo a importância de alcançar uma forma sistemática de cura, fundou uma clínica em Tóquio onde as pessoas podiam receber terapia e aprender Reiki.
Hayashi foi muito detalhista em todas as suas pesquisas em torno das terapias Reiki.



Phyllis Lei Furumoto
Phyllis Lei Furumoto, ainda menina, recebeu a iniciação em Reiki no primeiro nível diretamente de sua avó Hawayo Takata.
Em 1970, quando Phyllis completou 27 anos, ela aceitou a iniciação no segundo nível.
Na primavera de 1979, Phyllis decidiu acompanhar sua avó Takata em seus cursos e viagens.
Foi nesta época que Phyllis recebeu a iniciação como Mestre Reiki.
Após a transição de Hawayo Takata em 1980, Phyllis Lei Furumoto assumiu a Grã Mestria, com o reconhecimento dos mestres iniciados por sua avó, posição que ocupa até os dias de hoje.
Mas como não concordou com a política da Reiki-Alliance ela se desligou.
Nos anos seguintes Phyllis incorporou inteiramente a responsabilidade e compreensão desta posição, assumindo o Reiki como objetivo de vida.
Phyllis tem um papel preponderante na divulgação do Reiki em todo o mundo e a forma que encontrou para agilizar esta divulgação, foi delegando aos Mestres o poder de iniciação de outro Mestre.
Para tanto, é necessário um profundo comprometimento com o Reiki e um treinamento e aperfeiçoamento intensivos durante aproximadamente 3 anos.
Depoimento de Phyllis Lei Furumoto:
"Em minha experiência, a energia Reiki não é dirigida por mim ou controlada por mim.
Eu coloco minhas mãos em mim e a energia se move pelo meu corpo.
Eu posso realmente sentir uma sensação física de calor, e algumas vezes, formigamento.
É como se eu pudesse sentir o sangue movendo-se nos meus vasos.
Este é um dos presentes do Reiki - experenciar a energia ao invés de ter de "ter fé" que a energia está presente.
É similar a sentir o vento em seu rosto e corpo ao invés de ficar numa casa onde você apenas pode ver os efeitos do vento.
Outro presente do Reiki é o sentimento de estar novamente conectada ao meu centro de energia.
Algumas pessoas o descreveram (o sentimento) como chegar em casa; outras dizem que é como ser "ligado" de novo.
Eu tenho a sensação de que conheci este sentimento no passado e agora estou em contato com a energia novamente, sem esforço.
Quando eu me sinto "inteira" é fácil me amar.
Quando encontro aquele lugar em mim, ele é também a parte de mim que é capaz de amar cada ser humano como se fosse uma parte de mim mesma.
No Reiki, é dado a você o presente de ter sua memória e seu poder inato re-despertos."



Hawayo Takata
Em 1935, uma jovem havaiana descendente de japoneses, Sra. Hawayo Takata, foi levada para a clínica de Chujiro Hayashi.
Ela viajou ao Japão para ser operada de um tumor na clínica de Dr. Maeda e durante a preparação para cirurgia intuiu que esta não seria necessária e assim foi conduzida ao Reiki.
Em conseqüência das terapias Reiki recebidas na Clínica de Chujiro Hayashi, a Sra. Takata foi curada e seu desejo de aprender o Reiki cresceu.
Pediu para ser admitida no curso básico, o que lhe foi negado.
Ela se deu conta de que tinha que assumir um profundo compromisso com o Reiki. Foi ver Hayashi e lhe falou o que sentia, se comprometendo a ficar no Japão o tempo que fosse necessário.
Ele aceitou e assim Takata foi iniciada.
A Sra. Takata e suas duas filhas foram hospedadas durante um ano na casa da família Hayashi, para aprender e praticar Reiki diariamente com Dr. Hayashi em suas visitas.
Quando ambos sentiram que o treinamento estava concluído, a Sra. Takata voltou para o Havaí com o dom da cura.
No Havaí sua prática de Reiki prosperou com rapidez e logo Dr. Hayashi e sua filha foram visitá-la, permanecendo vários meses durante os quais continuou ensinando e praticando em conjunto com ela.
Em fevereiro de 1938, a Sra Takata foi iniciada Mestre no Tradicional Sistema Usui de Reiki. Pouco depois desta iniciação, Chujiro Hayashi e sua filha retornaram ao Japão.
Algum tempo antes do Japão entrar em guerra, Hawayo Takata retornou a este país para se encontrar com Chujiro Hayashi.
Este se mostrou muito apreensivo.
Determinado a salvaguardar a essência do Reiki de acordo com a sua promessa feita a Mikao Usui, reconheceu em Hawayo Takata sua sucessora como Grã Mestre.
Após o falecimento de Chujiro Hayashi, Hawayo Takata seguindo as orientações recebidas, retornou ao Havaí e graças ao seu compromisso de vida, o Reiki se difundiu em todo o ocidente.
Isso é a lenda que Sra. Takata contou, novas pesquisas mostram una historia diferente:
A lenda contada nos paginas anteriores é a lenda tradicional qual Sra. Takata contou para que Reiki fosse aceitada nos Estados Unidos após a guerra.
Por isso ela cristianizou a historia e fez de Usui um sacerdote católico que viajou as Estados Unidos.
Hoje já sabemos mais, graças ao livro Iyashi No Te (Healing Hands) de Toshitaka Mochizuki.
Mikao Usui nasceu em 15 de agosto 1865.
Ele faleceu no 9 de março 1926 em Fukuyama, Hiroshima.
Ele não foi cristão, menos ainda sacerdote.
Nunca foi a Chicago, a universidade nem existia neste tempo.
Todo este aspeto cristão foi contado de Sra. Takata para facilitar a aceitação do Reiki nos EEUU.
Usui entrou já como criança num monasterio budista onde ele começou se interessar pela cura natural.
Ele nunca viajou fora de Japão e fez todos seus pesquisas nos bibliotecas de Kyoto.
Ele fez parte de um grupo 'Rei Jyutsu Ka' (pessoas com capacidades espirituais) que trabalhou com cura pela imposição das mãos.
Em 1914 ele meditou na Kurama Yama para 21 dias e recebeu sua iniciação divina.
Os símbolos 3 e 4 são Kanji, o 2 e um símbolo arcaico do budismo e aparece em diversos estatuas de buda o 1 e um símbolo universal, que se encontra em diversos lugares do mundo.
Mikao Usui não foi doutor.
O titulo dele era sensei, depois traduzido por doutor.
Faz sentido porque o titulo origina das mestres espirituais da igreja, doutor significa estudado, foi usado primeiro para os grandes mestres da igreja católica.
Depois foi titulo acadêmico.
Usui não tinha o titulo acadêmico, mas ele foi conhecido como curador popular.
Originalmente Usui iniciou os alunos sentado num circulo meditando.
Só depois quando ele iniciou fora do grupo, ele criou os métodos da iniciação. Estes descobertas não desvalorizam o Reiki.
Temos que entender a situação pós-guerra e compreender a decisão de Takata de cristianizar a historia.
Hoje não tem mais necessidade de fazer isso, mas como parte da tradição é bom contar a lenda que Sra. Takata



INICIAÇÃO
É importante frisar que um reikiano não pode ser formado pelas práticas pedagógicas tradicionais.
Ao acabar de ler estas páginas, livros sobre o assunto ou outros materiais, você não está apto a canalizar a energia cósmica.
É necessário que o aspirante passe pelo processo de iniciação, o qual só pode ser feito por um Mestre habilitado.
Na iniciação, "religa-se" o indivíduo à energia vital do Universo.
O reikiano passa a ser um canal de energia cósmica e aprende a plicá-la e direcioná-la, diluindo bloqueios energéticos e produzindo a cura.
A iniciação ativa os Centros Energáticos Superiores (CHACRAS), aumentando e transformando nossas vibrações e freqüência.
Através desta técnica, os sete principais CHACRAS, disttribuídos harmonicamente entre a base da coluna e o ponto mais alto da cabeça, são equilibrados.
É um processo de sintonização ou ajustamento com a energia Reiki.
Todos os canais de força são ativados e, a partir daí.
Estarão abertos para toda a vida



Nível 1 ou Físico - O Despertar
Nesse nível, atransmição da energia Reiki acontece pelo contato direto, através das mãos do terapeuta sobre o cliente.
Os iniciados nesse nível captam a energia cósmica através dos chacras entrando pelo 7 chacra passando pelo 6, 5 e encontrando o ponto de equilíbro no 4 chacra (coração – amor) saindo das mãos apenas ao colocá-las sobre aqueles que devem recebê-la.
Nesse nível, o tratamento completo leva uma hora.
No Reiki 1, a reikiano passa por um processo de limpeza que dura vinte e um dias.
Neste período, algumas reikianos podem sentir reações físicas ou emocionais.
Os sintomas, no entanto, são temporários – cessam após os vinte e um dias.
É aconselhavel que, ao se formar no Reiki 1, sempre aplicar em si mesmo, podendo também em outras reikianos, para que o novo reikiano possa sentir e vivenciar a energia do Reiki.
Este nível permite que a reikiano energize plantas, animais, remédios, cristais e objetos em geral.



Nível 2 ou Mental – A transformação
Nesse nível, o reikiano irá trabalhar com situações mentais e emocionais, cármicas, vidas passadas e situações mal resolvidas.
Ele proporciona ao Reikiano um salto no nível vibratório, no mínimo, duas vezes maior do que experimentado no nível 1.
É o nível em que a ênfase recai no coirpo sutil – mental / emocional / cármico – e não no corpo físico.
Assim, o processo de limpeza além dos vinte um dias tem seis mese para solução dos problemas que impedem o seu crescimento espiritual manifestando no material.
Nesse nível o tratamento reduz para quarenta e cinco minutos pela utilização dos símbolos e quinze minutos á distância.
É justamente no Reiki 2 que são entregues três símbolos, com seus mantras, sendo que cada um deles tem sua própria função.
Faz parte da tradição do Reiki não utilizá-los em vão.
Os símbolos reikianos são desenhados e entregues somente para aqueles que atingem o segundo nível de aprendizado do Reiki.
O primeiro símbolo é a chave mestra, o segundo é mental e o terceiro para se conectar.
Com os símbolos pode-se atravessar a barreira do tempo e do espaço, ou seja, passado e futuro.
Podendo fazer aplicações de Reiki à distância.



Nivel 3 ou Consciência ( A Realização)
Despertando seu Mestre Interior
Nesse nível é entregue mais um símbolo, que dá ao reikiano a possibilidade de se comunicar com o Universo, com seu deus interior.
De novo, a reikiano passa pelo processo de vinte e um dias, e um ano.
Reconhecendo que tudo que acontece na sua vida é de sua responsabilidade nunca mais culpando lá fora, dessa maneira modificando seu interior, como tudo é reflexo da sua mente, o reikiano estará modificando e se harmonizando com o mundo material.
Seja feita a vossa vonatade assim na terra como no céu.



Nível 4 Professor
É o nível de Espiritual ou do Mestre.
Nesse nível o Reiki é estudado detalhadamente.
É o nível que habilita o reikiano a ensinar o sitema Reiki nos níveis de um a três a outras pessoas.



Nível 5 Master
Passado um ano, apresentando seu relatório de todos os cursos, palestras e atendimentos, será passado a última iniciação podendo iniciar Mestres.



OS 3 PILARES DO REIKI:

Gassho:
A palvra gassho significa "duas mãos postas".
Mestre Ushui considera um dos pilares do Reiki.

1º) Coloque as mãos em posição de prece, com seus dedos apontados para cima, e os polegares tocando o meio do peito, bem no chakra cardíaco e feche os olhos.

2º) Centraliza a atenção no ponto onde seus dedos médios se encontram.

3º)Procure não pensar em nada, esquecer tudo a sua volta, uma dica é acompanhar a respiração para não deixar pensamentos estranhos não entrarem na sua concentração.

4º) Após atingir seu ideal, respire fundo e abra os olhos.
Com o tempo atingirá mais fácil a fixação nos dedos médios por mais tempo.

Reiji-Ho:
Significa "indicação da energia reiki através de um método", é a ativação dessa energia por meio de um pequeno ritual.
Uma prece, um pedido, uma oração.

1º) Na posição de Gassho, peça e faça que a energia Reiki flua através de você.

2º) Faça uma oração simples e pessoal, e guie suas mãos para o local necessário.

3º) Solicite que a energia Reiki guie suas mãos aos locais necessários.

Chiryo:
Significa "Tratamento", é a continuação do processo.

1º)Após o reiji-ho, coloque sua mão no chakra da cabeça.

2º) Deixe sua intuição agir, para um próximo passo, relaxe e sinta-se confortável.

3º) Dê liberdade a sua mão para que ela procure o lugar a ser tratado, sinta-se o canal da energia Reiki.









Livros



C
cura_estelar.pdf

K

karuna-ki-1.pdf

karuna-ki-2.pdf

karuna-ki-3.pdf

O
OsSimbolosdoReikieSeusEnsinamentosMoraisAdilsonMarques.pdf

R
reiki_espiritismo.pdf

Reiki é uma palavra japonesa que significa.docx

reiki-nivel1.pdf

reiki-nivel2.pdf

reiki-nivel3.pdf

2Reiki3.pdf

1Reiki3.pdf

Reiki & outros Raios de Cura pelo Toque.doc

W
Walkyria Garcia & Marcial Salaverry - Reiki - O Segredo da Cura (doc) (rev).doc

Nenhum comentário: