quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A mulher faz o homem



Cartaz original do filme, em 1939


Baseado numa história de Lewis R. Foster, este é, sem dúvida, mais um dos autênticos filmes do genial Capra.
A Mulher Faz o Homem é um dos melhores filmes de todos os tempos, um daqueles que a gente assiste e nunca mais consegue esquecer, sobretudo pela estupenda atuação de James Stewart.

A produção e direção do grande cineasta Frank Capra é impressionantemente irretocável.

O filme é uma gostosa comédia dramática que trata da corrupção, do mau uso da vida pública na política por parte de alguns senadores e da grandeza daqueles que a ela resistem.

Em certos trechos do filme, parece que a gente está assistindo ao próprio cenário atual na política brasileira e, neste aspecto, é curioso como este filme parece ser tão atual, mesmo sendo de 1939.

A MULHER FAZ O HOMEM



SINOPSE:


Jefferson Smith é um inocente homem do interior que é levado a Washington por um grupo de políticos para se tornar senador dos Estados Unidos da América.
Eles o querem transformar em uma marionete a serviço de seus interesses.
Aos poucos, o homem vai percebendo o ambiente corrupto em que agora convive.
Um ambiente capaz de destruir todos os valores pelo que sempre acreditou em relação à bondade e ao caráter dos gestores de seu país.
A trama mostra uma clássica luta entre o bem e o mal, entre a correção e a honestidade e os confrontos com os que se utilizam de um cargo público para usufruir de interesses escusos.


Cena em Mr.Smith goes to Washington

Capra é um gênio nesta abordagem.
Traz-nos neste belo filme a mensagem que é possível ser correto e honesto e defender tais princípios. Embora se trate de uma produção de 1939, A Mulher Faz o Homem é um daqueles filmes que seguramente nunca vão envelhecer.
Ele continua carregando uma mensagem bem atual, porque é assim que vivemos todos os dias: assistindo em palcos políticos a deturpação dos homens públicos.

O trabalho de Capra é perfeito.
Aliás, o filme é magnífico em quase todos os aspectos, o que justifica as onze indicações ao Oscar por ele recebidas na ocasião. Indicado ao Oscar de Melhor Ator, James Stewart foi muito injustiçado, de certa forma, pela Academia, ao perder a estatueta para Robert Donat e sua boa atuação em Adeus, Mr.Chips.
É verdade que Donat esteve impecável neste filme, reproduzindo um professor que dedica toda a sua vida ao ensino, mas não poderia ter vencido Stewart.

Não se pode esquecer ainda os papéis maravilhosos dos atores Claude Rains, Thomas Mitchell, Jean Arthur e Harry Carey.


James Stewart e Jean Arthur em A Mulher Faz o Homem



Filmagem de A Mulher Faz o Homem


http://www.paulocannizzaro.com.br/

Um comentário :

Roberta Bortoluzzi disse...

Olá amiga, tenho um blog sobre artes em geral, o Agulha e Tricot by Tita Carré, já visitastes?
tens interesse em trocar links,funciona assim, eu coloco o seu link na barra lateral do meu blog
e vc coloca o meu na sua barra lateral, se tiveres interesse entre em contato comigo,beijokas


http://www.titacarre.com