domingo, 30 de setembro de 2012

A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA






É uma ordem espiritual representada por mestres orientais (santos ocidentais) que colaboram das oitavas de luz – dimensões superiores – com discípulos (estudantes) e adeptos (iniciados) que utilizam a Terra como sala de estudos.

A denominação “branca” refere-se não a raça mas, à aura (halo) de Luz branca que os envolve.

Fraternidade quer dizer, colaboração, caridade, amor, compreensão, amizade, sinceridade.
Branca, representa, limpidez, clareza, sinceridade, serviço desinteressado.

A história de todas as grandes religiões demonstra a presença de seres superiores, tão cheios de vida Divina que repetidamente têm sido considerados autênticos representantes do próprio Deus.

Os hinduístas têm grandes avatares ou encarnações divinas como KRISHNA, BUDA.
Todo cristão conhece a seriedade de profetas de sua religião que representam a figura de Cristo, seu Instrutor Supremo, que foi homem e é Deus.

Esses Excelsos Seres não só se interessam pelo despertar da natureza espiritual dos homens, como por tudo que contribua para o bem-estar desse homem na Terra.

HISTÓRIA

"Há aproximadamente dezoito milhões de anos, quando a Terra passava pela época Lemuriana, ocorreu um grande evento cósmico que resultou no desenvolvimento neste planeta e encarnação física no mesmo, de um importante Ser, vindo do Planeta Vênus.

O Ancião dos Dias como este Ser é denominado, desceu ao plano físico denso, para permanência temporária, até que a humanidade tivesse condição, por si mesma, de realização do seu Plano Divino, que é a total consciência de desenvolver seu crescimento ou iluminação individual.

Juntamente com o Ancião dos Dias, veio um grupo de Seres muito evoluídos que corporificaram as forças da Luz, para formar pontos ou focos das forças planetárias e, assim, ajudar no plano de desenvolvimento pré-estabelecido, de autoconsciência de toda a vida.

No decorrer do tempo, os lugares ocupados por estes importantes Seres, têm sido gradualmente preenchidos pelos filhos dos homens, conforme se qualificam, sendo porém, muito poucos até hoje, da humanidade terrena.

O primeiro local onde se instalou a Fraternidade, foi em IBEZ, localizado no centro da América do Sul, com ramificações nas antigas instituições incas, maias, etc., com o culto de adoração ao Sol como fonte de vida nos corações humanos.

Um segundo ramo dessa Fraternidade foi estabelecido na Ásia e daí ramificou-se para o Himalaia, Índia e outros lugares do mundo.

Muitos são os registros do trabalho destes Seres, que continuam sem serem revelados.

Foi planejado que, muito da história antiga dos trabalhadores de IBEZ, seja revelado nesta ocasião em que a humanidade está passando por tão grande transformação e se assim estiver preparada o suficiente para poder compreender e utilizar os conhecimentos destes grandes irmãos do passado, presente e futuro".


NO INÍCIO...

Na Terra não havia destruição ou imperfeição.

Nas flores não existiam as fases de decadência ao murchar, desfolhar, secar.
No final de cada estação simplesmente desapareciam para início da nova estação.

OS RETARDATÁRIOS

A Terra ofereceu-se, então, para receber e permitir que aqui encarnassem determinados seres ainda não dotados de um grau de desenvolvimento, os quais estavam atrapalhando o avanço do sistema planetário de onde provinham, na grande propulsão cósmica que estavam passando, semelhante a que está determinada a Terra, no presente momento.

A Terra e sua evolução possuíam maior densidade e atividade vibratória mais lenta que os demais sistemas, por essa razão estava em condições de receber esses seres, para que os mesmos imitassem os bons exemplos de pureza de vida dos filhos da Terra e acompanhassem a evolução da mesma.

Após o nascimento desses seres e depois de terem chegado a determinada idade, se deixaram envolver pelas más inclinações e começaram a criar em seu íntimo pensamentos e sentimentos nocivos e formas desfiguradas, as quais espalhavam-se na atmosfera.

A natureza sensível de alguns filhos da Terra que mantinham um modelo imperfeito absorveu aquelas formas impuras que se manifestaram.


INSTALAÇÃO DA HIERARQUIA NA TERRA

Com a vinda dos retardatários para a Terra e em conseqüência do mau uso da energia instalada por eles aqui, foi determinada a dissolução deste planeta pelos poderes da Luz, uma vez que a Terra não retribuía ao Universo a sua vibração inicial: não emitia Luz, nem irradiação de qualquer natureza.

A vida deveria voltar à sua condição original, para surgir uma nova criação que quisesse manifestar a Vontade de Deus.

Então, a desintegração da Terra transformaria o seu povo em órfãos planetários sem um planeta físico onde pudessem terminar seu desenvolvimento.

Num concílio cósmico, ocorrido nessa época, ao nível da Hierarquia Espiritual, foi estabelecida essa dissolução.





Então, um Ser Iluminado do Planeta Vênus, chamado SANAT KUMARA (em sânscrito a palavra KUMARA está ligada à pureza espiritual, representando aquele que adquiriu a iluminação), ao participar desse concílio, ofereceu-se para vir a Terra e despertar a Chama do seu próprio coração, até que os habitantes da Terra aprendessem a irradiar Luz e Amor por si mesmos.
Aceita a idéia, após inúmeras decisões e ensaios de planos pilotos, como é o caso de IBEZ (Minas Gerais - Brasil), SANAT KUMARA e sua comitiva de seres iluminados desceram de Vênus e fixaram residência em SHAMBALLA.


A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Após fixar sua residência em Shamballa, o Bem-Amado SANAT KUMARA concebeu a idéia de uma Fraternidade, composta de seres que sairiam da própria evolução terrestre para instalar cada vez mais fundo a Trindade Sagrada que fluía da sua própria aura e daria condição de tranqüilamente retornar ao seu planeta de origem, sabendo que o trabalho da Luz continuaria a desenvolver-se na Terra.

A instituição de uma Fraternidade era necessária, para estabelecer uma comunidade consciente entre as esferas dos Mestres Ascensionados e a consciência externa da humanidade.

A ordem foi estabelecida pela aspiração de alcançar a mente de alguns que ainda possuíssem um pouco da recordação de sua verdadeira consciência para executarem o Plano Divino e conviver em íntima relação: Os Mestres, os Anjos e os Elementais.

Muitos séculos se passaram até Ele conseguir encontrar seres que estivessem prontos, concordando em participar dessa Fraternidade.

Um desses foi SIDARTA GAUTAMA, o BUDA, o outro foi LORD MAITREYA e juntos deram um impulso ao conjunto que representa A Grande Fraternidade Branca em todos os tempos.

Esta Fraternidade cresceu no decorrer dos tempos e todos os seus cargos foram preenchidos por seres que concluíam sua evolução nos planos terrenos e por outros que resolveram fazer da Terra uma escola e também cooperarem com o seu desenvolvimento.

Alguns desses Seres iluminados são conhecidos na Terra, como exemplo:


 
 

 
SIDARTA GAUTAMA foi na última encarnação filho de um príncipe indiano e teve uma instrução especial.
Todas as coisas tidas como mundanas não poderiam ser-lhes reveladas, incluindo a pobreza, destruição, degeneração e morte. Tornando-se adulto, tomou consciência dos fatos que lhe haviam sido escondidos.
A infelicidade do mundo e sua decadência tornaram-se prioridades para serem compreendidas por Ele.

Para obter esclarecimentos, deixou esposa e filhos, bem como a segurança do palácio e saiu em busca de soluções, não somente de esclarecimentos de coisas que tanto o afligiam: os problemas humanos, e também o entendimento dele mesmo.
Passou sete anos percorrendo caminhos difíceis, possíveis e impossíveis.

Depois de muito procurar externamente, cansado, voltou-se para os caminhos interiores.
Através da meditação, concentração e visualização, alcançou os "degraus" da iluminação.
Foi um dos primeiros seres humanos que atingiu os requisitos necessários para finalmente ser iniciada a trilha ascendente dos homens, através da Fraternidade, na Terra.

Seu Amor pela humanidade era tão grande que resolveu renunciar a glória de permanecer nas esferas superiores descendo a Terra para trazer ensinamentos e a maneira de compreendê-los pela prática na vida diária.
A partir de sua Ascensão ao cargo de BUDA, LORD GAUTAMA desce das "oitavas" de Luz, uma vez por ano ao Festival de WESAK, entrando em contato com a humanidade para abençoa-la.


O Mestre EL MORYA teve Sua última encarnação na Terra como EL MORYA KHAN, filho e herdeiro do trono do monarca Ali Vardi Khan, em Bangladesh.
Como sucessor do seu pai, não seguiu essa estrutura que estava a si destinada.
Dedicou-se a ser um líder religioso pelo restante da sua vida, passando pelos portais da iniciação em 1888.
Teve esse Mestre, outras encarnações importantes na Terra, sempre conduzindo as pessoas e liderando o desenvolvimento da Vontade Divina.
Alguns Mestres fazem a opção de utilização de corpos semi-materializados para melhor desenvolver seu trabalho na Terra.
O Mestre EL MORYA é um príncipe Rajput, possui um corpo indiano e vive em um vale dos Himalaias.
Alto, majestoso e com uma "presença imponente", possui cabelos e barba escuros e olhos de um azul bastante fechado, faiscantes e penetrantes.





O Mestre KUTHUMI, como seu "irmão" EL MORYA, usa um corpo nobre cashmere.
Dono de uma considerável altura, possui tez clara, cabelos e barba loiros e olhos azuis repletos de Luz. Vive também num vale dos Himalaias próximo ao Mestre EL MORYA.
Mestre KUTHUMI foi, em uma de suas encarnações, São Francisco de Assis.
Foi também BALTAZAR (um dos 3 Reis Magos), Pitágoras e mais recentemente, no início do século dezenove, MAHATMA KUTHUMI, membro de uma família de Kashmir - Índia.
Foi Chohan do segundo Raio (dourado) da Sabedoria e Iluminação Divina e atualmente ocupa, na Hierarquia Cósmica, o cargo de Instrutor do Mundo que representa o Segundo Aspecto Divino, o FILHO.
Posição também ocupada pelo Bem-Amado JESUS - o CRISTO e por muitos outros seres de Luz que ainda mantêm o anonimato.
Sua Ascensão ocorreu em 1888, continuando ainda por 4 anos a ensinar os seus discípulos na Índia.
 

 
O Mestre HILARION, representante das ciências concretas, da magia, pesquisas psíquicas, movimentos espiritualistas, ciência cristã e atividades literárias.
Repassou livros a Mabel Colins (Luz no Caminho) e HELENA p. BLAVATSKY (A Vóz do Silêncio).
Possui um corpo grego antigo, nariz aquilino, fronte larga, sendo de uma beleza admirável. Aparenta ser o mais jovem dos membros da Grande Fraternidade.
Teve sua última encarnação como Paulo de Tarso, que tanto perseguiu os cristãos.
Converteu-se ao cristianismo, aprendendo dolorosamente que a justiça jamais pode ser efetuada apenas com base em argumentos que podem ser falsos.
Agora em corpo de um grego vive no Egito.
Aparenta ser bastante moço.
Normalmente repassa suas lições apresentando-se fisicamente, fato que os discípulos deverão acostumar-se.

 


O Mestre JESUS, atualmente utiliza um corpo sírio; tem cabelos e barba escuros e olhos de um azul celeste.
Vive próximo a Jebel Druze (Líbano).
É um lingüista, falando árabe, copto, grego, turco, francês e inglês.
Também conhecido como "O Mestre dos MESTRES", Jesus estruturou a base de crescimento do homem, através do estabelecimento de uma consciência de Cristo, queimando por si só, por Amor, imensa parcela do carma humano.
Já ocupou o cargo de Instrutor do Mundo que representa o Segundo Aspecto Divino, o FILHO, ocupado atualmente pelo mestre KUTHUMI.


Sobre o Mestre "P", pouco é permitido falar.
Tem residência na América do Norte e liga-se ao trabalho do Raio Violeta.
Ocupa um corpo irlandês e tem suas atividades ligadas ao campo das ciências da mente, novo pensamento.
A força despendida da sua aura é tamanha que torna-se difícil fixa-la, sem o devido controle do discípulo, no pleno desempenho dos seus ensinamentos.


 
O Mestre SAINT GERMAIN (RAKOCZI), abrange o campo dos cerimoniais mágicos.
Tem um corpo muito alto, esbelto, cabelos escuros e grandes olhos castanhos/violeta, exprimindo doçura, poder e humor.
Sua presença majestosa, força todos se curvarem.
É de raça húngara e vive nas montanhas Vadja Hunyad (Transilvânia). Tendo sido, no séc. XIV, Cristian Rosencreuz, e teve sua última encarnação como o Conde de SAINT GERMAIN, vivendo nas cortes da Europa.
Utilizava seus poderes adquiridos anteriormente, como línguas vivas e mortas, alquimia, música e bilocação (estando em dois lugares ao mesmo tempo).
Utilizando o corpo causal, não necessitava de comida ou bebida, mesmo participando de diversos eventos sociais nas cortes européias, fato que chamava muita atenção.


 
O Mestre SERAPIS BEY, ocupa um corpo grego, alto e louro embora tenha Seu trabalho desenvolvido no Egito, cujo sol deu-lhe uma tez cor de mel.
Tem maneiras distintas e feições com ar contemplativo.
Ocupa-se da música, arte, pintura e teatro. Trabalha através do som, da beleza e da cor.
Através da beleza procura despertar os atributos gerais nos corações dos homens.
Este grande chamado prende-se ao aprendizado de uma arte bem maior que é a expressão de genialidade que combinada com a perfeição elevam os discípulos às alturas.
Teve sua última encarnação como AMENHOTEP III, Faraó do Egito, construindo um templo físico situado em Luxor, às margens do Rio Nilo, dedicado ao microcosmo ou homem. 
Este Mestre lembra que aquilo que criticamos nos outros, poderá ser a base de nossa própria miséria.



O Mestre DJWHAL KHUL, trabalha sobre a orientação do Mestre KUT HUMI, o instrutor do mundo, ajudando-o intensamente no treinamento de discípulos avançados.
É conhecido como o Mensageiro dos Mestres.
Alcançou seu mestrado na presente encarnação, cujo nome continuou usando.
Continua com o mesmo corpo que atingiu no Adeptado, que alcançou há poucos anos.
Seu corpo é bem de um, chinês tibetano, com aparência um pouco rústica e maçãs do rosto um tanto salientes. Mora em Shingatse, próximo a seu Mestre e a EL MORYA.
Dedica-se a movimentos filantrópicos, à Cruz Vermelha, ao trabalho de cura e ao Reino dos Devas.




Mestra NADA, completou sua ascensão no ano 700 a.C. através da Chama Rosa do Amor Divino. Ainda na Terra, pertencia a uma família da Mesopotâmia e possuía irmãs ligadas a área artística. Ainda pequena, sentia-se deficiente ante as irmãs.

Tendo como instrutora a Bem-Amada CARIDADE, passava horas em silêncio irradiando para as irmãs o Amor Impessoal.
O talento da dança, canto, declamação ia crescendo nas suas irmãs.
As mesmas nunca ficaram sabendo que ela tão pequena ainda as ajudava no crescimento dessas qualidades.
Aprendeu nessa época o que significava seu nome, NADA.
Do nada, aprendeu a dominar o ciúme surgido da incerteza e do medo.
Enquanto suas irmãs progrediam em beleza e graça, aumentava nela a capacidade desinteressada de servir.
Dedicou-se a ajudar as Ordens Espirituais que ensinavam a Doutrina de Cristo e ajudava com a irradiação do seu amor.

 

 
O Mestre PAULO VENEZIANO, o Maha Chohan, é um dos mais belos seres da Grande Fraternidade.
Muito alto, cabelos e barba dourados e olhos de um azul profundo.
Utiliza um corpo de veneziano, com traços acentuados dos godos, tendo sido esta a sua última encarnação, nascido como Paolo de Veronese, ligado ao período renascentista italiano.
Praticou o dom do discernimento estimulando a arte e ficando conhecido por suas pinturas bíblicas.



MESTRES ASCENSOS




No livro Foundations of the Path (Fundamentos da Senda, páginas 45 a 49, subtítulos "Impostores dos Mestres Ascensos" e "O Correto Uso do Nome dos Mestres Ascensos"- da Summit Light House), o Grande Diretor Divino nos explica que os nomes dos Mestres Ascensos são chaves para o seu padrão eletrônico, para a sua consciência e vibração.

Cada letra do alfabeto é uma chave para uma frequência cósmica e a combinação das letras no nome dos Mestres Ascensos constitui a sua nota-chave pessoal.

No caso de mestres muito conhecidos, como Jesus Cristo, cujo nome tem sido invocado há milênios pelos seus devotos por séculos -um grande momentum de luz coalesceu em torno do nome "JESUS CRISTO".
Tão poderoso é este nome do Filho de Deus que ainda hoje é usado para expulsar demônios e entidades.

Sem levar em consideração estes fatos, vários canais falando dos níveis mais baixos do plano astral, proclamaram que os nomes do Grande Diretor Divino, SAINT GERMAIN, CYCLOPEA e MAITREYA seriam mudados.

Os nomes atribuído pelos impostores nestes casos reflete o antigo desejo de usurpar o cargo destes magníficos seres cósmicos.

São perigosos magos negros que buscam enganar suas vítimas fazendo-as chamar seus nomes enquanto elas oferecem adoração a Deus em orações, meditações e decretos.

Estes guardiães das trevas usam as puras energias dos estudantes para perpetuar sua conspiração trevosa sobre o planeta.

Outras vezes estes canais informam que não apenas nomes, mas também os cargos de seres magníficos como o Maha Chohan e PAULO VENEZIANO foram trocados, ou que certos mestres, como o amado EL MORYA seguiram para serviços cósmicos e já não estão mais disponíveis para responder aos chamados da humanidade não-acensa.

Preocupado com este assunto o Grande Diretor Divino diz: "O amado Mestre PAULO VENEZIANO continua como Chohan do 3º Raio, do Amor Divino, e seu serviço à vida neste cargo está longe de terminar; assim como o Maha Chohan continua com toda a sua honra cósmica no cargo de "Grande Senhor".

Nunca é demais lembrar que JESUS já nos advertiu muito tempo atrás que no fim dos tempos iriam aparecer muitos "Cristos" e que até mesmo os escolhidos poderiam ser enganados.

Quando nos defrontamos com estes casos o melhor a fazer é invocar a nossa poderosa Presença do EU SOU e nosso Santo Cristo Pessoal e pedir que nos mostrem a Verdade e revelem a mentira e o mentiroso.


I. ESTRUTURA TRADICIONAL DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA


Logos Solar: Hélios e Vesta
Manus: Vaisvata, Meru e Sainthru
Senhor do Mundo: Senhor Gautama Buda
Buda da Evolução: Cristo Maitreya
Instrutores do Mundo: Mestres Jesus e Kuthumi
Maha Chohan: Mestre Paulo Veneziano


HIERARQUIA DOS RAIOS:

Primeiro Raio (Azul)
Chohan: Mestre EL MORYA
Arcanjos: Miguel e Fé
Elohins: Hércules e Amazona


Segundo Raio (Dourado)
Chohan - Mestre CONFÚCIO
Arcanjos - Jofiel e Constância
Elohins - Cassiopéia e Minerva



Terceiro Raio (Rosa)
Chohan - Mestra ROWENA
Arcanjos - Arcanjos Samuel e Caridade
Elohins - Órion e Angélica


Quarto Raio ( Branco)
Chohan - Mestre SERAPIS BEY
Arcanjos - Gabriel e Esperança
Elohins - Claire e Astréia


Quinto Raio (Verde)
Chohan - Mestre HILARION
Arcanjos - Rafael e Mãe Maria
Elohins - Vista e Cristal


Sexto Raio (Rubi)
Chohan - Mestra NADA
Arcanjos - Uriel e Graça
Elohins - Tranqüilitas e Pacifica


Sétimo Raio (Violeta)
Chohan - Mestre SAINT GERMAIN
Arcanjos - Arcanjos Ezequiel e Ametista
Elohins - Arcturos e Diana




MENSAGEM DA HIERARQUIA(transmitida pelos Mestres: EL MORYA, APU-RIMAC, HILARION, SAINT GERMAIN e MAITREYA)

Agi!...
Escutai-nos, pois somos a voz de muitos sendo Um.

Cessai de buscar justificações para as vossas mudanças e para os vossos atos.

Quando vos dizemos "caminhai para a Luz" deixai de lado o que sempre buscais "quando e se algo vier a acontecer..."
Quando vos dizemos "caminhai para a Luz" queremos dizer de fato, de imediato, a cada segundo das vossas vidas.

Cessai de procurar aparências ou evidências físicas que justifiquem tudo o que sentis.

Começai a agir na Luz, sendo Luz, sempre que a vossa intuição vos apontar um caminho.
Cessai o fluxo constante das vossas dúvidas.

Onde está a vossa fé?

Onde escondestes o amor total, desinteressado e abrangente, ao próximo?
Porque razão necessita o vosso próximo de ter a vossa cara e de se vestir de andrajos ou partir para uma outra dimensão para que vos lembreis dele?
Integrai-vos.
Escutai os vossos corações.
Cessai as brigas familiares.
Cessai as brigas entre irmãos — estais brigando com as vossas próprias parcelas; é a vós mesmos que agredis.
Cessai de buscar nos outros a dúvida que é o reflexo da vossa falta de fé nos vossos pensamentos e ações.

Agi ao invés de falar.

Cercai-vos de Luz.
Emanai Luz.
Inspirai Luz a cada pensamento, a cada emoção negativa.
Transmutai em Luz cada não, cada talvez.
Expirai Luz, irradiai num contínuo movimento espiral, de dentro para fora.
Iluminai-vos para que possais iluminar.
Desta forma sereis faróis.
Assim, sereis o Cristo em ação.
Caminhai para a Luz.

É tão simples Onde vedes a dificuldade?
Agi.

Agi agora.
Agi já.
Não busqueis fora.
Iluminai o vosso Sol Central interior.
De que importa a cada um de vós a existência de um Sol Central no Universo se vós não sois capazes, ao menos, de descobrir nos vossos corações o Sol Central que é o Uno em vós?...

Buscai-O.

Caminhai para Ele agora.
Cessai de buscar respostas fora.
Agi.

Trabalhai.
Amai.


FONTE: http://abismosdeluz.com.br/new-page-3.htm

Nenhum comentário: