segunda-feira, 17 de junho de 2013

Alguns sintomas da inveja




Em nossa forma de compreender a vida, uma das causas que levam uma pessoa a sentir inveja, é um profundo descontentamento consigo mesma.

Vemos este grave escolho como doença, alguns sintomas detectáveis são: não estar satisfeito consigo, nem feliz, não sentir-se completo com a vida que tem, ser egoísta e não ter amor próprio, que convenhamos, um “tantinho” assim é sempre bom, não é mesmo?

O invejoso não se compraz na felicidade alheia, não tem bom coração, é mesquinho e quase sempre um indivíduo falso.

Faz qualquer coisa para destruir a felicidade dos outros desejando toma-la pra si.

Seduzido por um desejo violento de possuir o que os outros têm, se presta a qualquer “serviço mal feito” para causar constrangimentos, fazer comentários maledicentes, desvalorizando a pessoa visada ou o que ela possui.

É uma estratégia para depois tentar “pegar” pra si o “objeto” do desejo.

Existe sempre uma “amiga” invejosa que está “de olho” no namorado da outra, esperando o momento para envenená-lo com fofocas, entre outras ações negativas e seduzi-lo.

Podemos citar o colega de serviço mal humorado e trapaceiro que visa“derrubar” o companheiro, por ambicionar seu cargo dentro de determinada empresa.

Infelizmente esta é uma prática comum entre muitos incautos.

Para estes desavisados, ninguém é suficientemente bom, nem melhor, eles sentem espécie de raiva com relação ao sucesso do outro.

Estas criaturas infelizes e desorientadas, estão por aí no mundo, atuando em todos os meios, espalhando seu veneno por onde passam, não descansam enquanto não obtém o que é do semelhante.

Uma triste realidade!

O nosso objetivo mais uma vez é o de refletirmos sobre as imperfeições humanas, provenientes da carência de bondade de alma.

É preciso fazer uma análise profunda sobre os defeitos morais, que são como chagas abertas.

Toda falha moral vem revestida de uma profunda ignorância, o que devemos fazer é uma investigação sobre nós mesmos, buscando a corrigenda e o entendimento, pois, não somos perfeitos, erramos, mas caminhamos sempre para uma condição melhor de espíritos, onde com as experiências vivenciadas no dia a dia, vamos nos tornando melhores e mais distantes destes defeitos.

Algumas criaturas creem que estes assuntos devem ficar guardados e chaveados, nós acreditamos que quanto mais falarmos e nos conhecermos, melhor estaremos.

A inveja também é um escolho à evolução moral, pessoas que são assim precisam ser tratadas, pois o tempo no erro as torna mais duras e inferiorizadas, com isso, passam a ser alvos fáceis dos obsessores e malandros do astral.

Busquemos no Evangelho de Jesus todos os medicamentos salutares para que passemos de espíritos doentes e atrasados, à seres saudáveis e evoluídos.

Não queira o que é do outro, respeite o mérito de seu semelhante, busque os mesmos meios para conseguir a felicidade, sem precisar tirá-la de ninguém.

Torne-se mais alegre e tenha fé em Deus!

Encontre um caminho dentro de alguma filosofia religiosa, que te passe força e confiança e afaste-se da idéia de “roubar” das pessoas o que você não mereceu ter.


Autoria: Marcos Marchiori e Letícia Gonçalves


http://missaodeluz.blogspot.com.br

Nenhum comentário: