quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

COMO SE DEFENDER DAS ENERGIAS NEGATIVAS

“Se emites pensamentos negativos, sejam de ódio, de egoísmo, de inveja ou de orgulho, endereçados a outra pessoa, as vibrações desse naipe alteram o fluido cósmico que te envolve, e o primeiro a absorvê-lo és tu mesmo.
 
 
 
PROTEÇÃO ENERGÉTICA PESSOAL


Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano.
Elas nos alcançam em qualquer lugar do planeta.
Mas, podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências.
Abaixo segue seis dicas para começar a combatê-las.


1. NÃO TEMER NINGUÉM

Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o
medo.
Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques.
Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis às forças externas.
Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso.
Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA

Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor.
A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade.
Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas.
Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido.
Sustente as suas vitórias sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA

Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio.

Enfrente a situação.
Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido.
Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso.
Em vez de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente?
Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem?
Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO

A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a “Auto-Obsessão”.
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem pautadas pelo respeito mútuo.
Mas grande parte dos problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
“Auto-Obsessão” significa não se gostar, não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós.
Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível.
A força interior é nossa maior defesa.


5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS

As flechas não alcançam o céu.
Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam.
Essa é a melhor forma de criar “incompatibilidade” com as forças do mal.
Lembrem-se: energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS

As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a mente e o coração. Mantenha ambos sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível.
Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida.
O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.


DICAS PARA AFASTAR ENERGIAS NEGATIVAS DA CASA

*Livre-se de entulhos.

Manter a casa e o local de trabalho limpos e livres de "entulhos" reduz o risco de armazenar energia negativa, impedindo que a energia positiva flua melhor.
Esvaziar o espaço e remover objetos danificados, sem uso ou simplesmente amontoados é liberador e ajuda a soltar o passado e afastar a depressão. Acúmulo de coisas é sinal de apego e ligação excessiva com o passado.
Liberar o espaço a nossa volta é fundamental.


* Limpe o ambiente.

Limpe piso, rodapés e cantos com amônia misturada com água.
Depois umedeça um pano limpo com anil misturado em água para purificar o ambiente.
Amônia tem uma composição e um cheiro tão forte que sobrepõe a todas as demais partículas do ambiente, neutralizando e zerando os elementos que estiverem presentes.
Como tem a propriedade de evaporar, ela neutraliza e desaparece.
O anil entra clareando, branqueando e tornando o ambiente leve e propício a atrair novas energias positivas.
É impressionante a diferença de qualidade e leveza do ambiente quando fazemos esse procedimento.
É fisicamente perceptível.
Antes de ativar qualquer ambiente com energias positivas, pense em primeiro limpá-lo.
Faça essa purificação sempre com sentimentos positivos e bom humor, senão você estará acrescentando energia negativa.


* Utilise todos os cômodos da casa.
Um local que fica sem uso fica sem vida e falta nele energia renovada.


* Borrife água morna com sal grosso na entrada da casa para purificar a energia que chega.

O uso do cheiro da lavanda em forma de perfume, vela ou incenso também é altamente purificador.
A lavanda, pelo seu odor suave, é relaxante, desperta a alegria e afasta as energias de tristezas que podem estar impregnadas no ambiente.
Vivências extremas como: separação conjugal, doença ou morte deixam marcas no ambiente como se elas sobrevivessem ao ocorrido e se mantivessem impregnadas no local.
A intenção do uso desses elementos é dissolvê-las.
O sal é tradicionalmente reconhecido por sua propriedade de cortar a influência de energias presentes.
Ele também corta o excesso de eletricidade do ambiente e do corpo.
Por isso muitas vezes podemos ter uma sensação de torpor depois de um banho de mar.

Um comentário:

Anônimo disse...

Ótimas dicas! Muito bom mesmo. Adorei.
Att
Magda Maders