terça-feira, 6 de julho de 2010

A Lenda do Lótus Azul


O Lótus sempre foi uma planta misteriosa e sagrada, considerada como o símbolo do Universo.
Em todo Egito ela é usada para ilustrar os papiros e monumentos.
Na Índia ocupa lugar Divino já que se diz que ovo de ouro do qual nasceu Brahma é chamado de Lótus Celestial.
Lakshmi, esposa de Vihnu, flutua sobre um lótus branco, e Buda, Senhor do Universo, se representa sentado sobre um lótus aberto.
Na índia o Lótus é geralmente de cor dourado mas entre os Budistas do Norte ele é azul.
Porém, existe um terceiro tipo de lótus: o Ztzuphus, lótus azul.
Conta a lenda que existiu na Índia um rei descendente do Sol.
Ele se considerava o melhor dos Adoradores de Deus, mas sentia-se humilhado e castigado por não ter tido filhos homens.
Todas as manhãs ele se lamentava em suas orações até que um dia seu fiel conselheiro lhe orientou a fazer um voto para Deus: se Ele lhe enviasse dois ou mais filhos, o rei prometeria sacrificar o mais velho deles numa cerimônia pública.
Assim o Rei teve um filho seguido de vários outros.
O mais velho, herdeiro da coroa era chamado de ‘o Vermelho’ e seu apelido era ‘aquele que foi oferecido’.
O menino cresceu e se transformou num Príncipe inteligente e egoísta.
Quando atingiu a idade da oferenda, Deus chamou o Rei e o lembrou da promessa.
Mas o Rei inventando cada vez mais desculpas para não cumprir sua palavra, fez com que o Altíssimo ficasse furioso e ameaçou o Rei.
Porém, enquanto as vacas sagradas estavam bem, o Rei não levou em conta as coléricas ameaças Divinas.
Quando as vacas e o dinheiro começaram a faltar, o Rei teve que chamar o primogênito e lhe contou a promessa.
Mas o filho se negou a cumprir a palavra do pai que seria matá-lo em oferecimento a Deus.
E mesmo com as fogueiras acesas e as pessoas esperando por ele, o Príncipe não apareceu.
Ele fugiu para os bosques próximos porque ele sabia que ali moravam os ermitãos e os homens santos e que ninguém poderia violá-los.
Ele permaneceu nos bosques por muitos anos e pensava que poderia satisfazer ao Deus Varuna encontrando um substituto com tal de que fosse filho de um Rei, e partiu à procura.
Encontrou um homem e sua família a ponto de morrer de fome, e astutamente contou a sua história e ofereceu cem vacas em troca do filho para que ele fosse imolado para Deus.
Mas o Virtuoso pai negou-se a conceder o filho em troca de alimentos.
O doce filho ofereceu-se por conta própria para que com sua vida salvasse a vida da família.
O pai chorou ‘um mar de lágrimas’ mas consentiu frente ao sublime pedido de devoção e entrega, e foi acender a pira para o sacrifício.
Próximo daí estava o Lakshmi-Padma (lótus branco) banhando-se no lago, Ela escutou a oferenda do filho do ancião; viu a dor do pai, e cheia de amor e compaixão mandou vir um dos filhos do Deus Brahma, contou-lhe a história e Ele prometeu ajuda.
Assim, Ele se aproximou do rapaz e lhe ensinou dois Mantras Sagrados que deveriam ser rezados na pira.
O altar foi preparado perto do lago e as pessoas foram chegando para o sacrifício.
O filho foi amarrado e perfumado e quando cheio de dor o pai levanta a faca, enquanto o filho recitava os Mantras, a faca entra no seu peito.
Então, Indra, o Deus Azul do firmamento, desceu dos céus e envolvendo tudo numa espessa nuvem azul, apagou as chamas da pira, desamarrou o rapaz e espalhou luz azul dourada por todo o lugar.
As pessoas presentes, assustadas, ajoelham-se com medo.
Quando voltaram a se levantar, tudo tinha mudado.
Já não havia nuvem e o fogo reacendeu-se sozinho, e no lugar do filho havia um animal que não era ninguém mais senão o Príncipe que havia fugido quando jovem, queimando pelo seu pecado de maldade.
A poucos metros, sobre os lótus, dormia o pobre rapaz e no lugar em que a faca tinha cortado seu coração brotou um belíssimo lótus azul, e todos os lótus brancos do lago tinham se transformado em lótus azuis.

Magia dos Salmos: saiba como obter a solução de seus problemas


Chamados na Alta Magia de orações propiciatórias, os Salmos de Davi foram utilizados por místicos, magos e bruxas por centenas de anos e são de grande poder.
Aqui você aprenderá quais são os salmos adequados a cada pedido: amor, saúde, dinheiro, proteção e espiritualidade.

Num total de 150, os Salmos são poemas que eram cantados desde a Antigüidade em louvor a Deus e são encontrados no Livro dos Salmos de Davi, no Antigo Testamento, parte integrante da Bíblia Sagrada.
Dependendo da doutrina de cada religião, eles podem ser traduzidos de diferentes maneiras, mas todos têm o mesmo significado bíblico.
São verdadeiros modelos de oração em que se implora o auxílio divino e também servem para agradecer as graças recebidas através deles.
Ao longo dos séculos, a sabedoria popular foi percebendo que cada salmo guarda em suas palavras um poder especial, adequado a um tipo de pedido, que você conhecerá a seguir.
Antes, leia algumas dicas sobre como aproveitar melhor o poder dos Salmos.

►Concentração:
essa é a palavra básica para se fazer uma oração.
Procure ambientes calmos e silenciosos, livres de qualquer interferência que possa atrapalhar seu contato com o mundo celestial.
Fixe muito bem suas idéias naquilo que deseja realizar.
Para ajudar a criar um clima propício à prece, aconselha-se a cender uma vela numa cor apropriada ao pedido, e um incenso também.

► Seja humilde na prece.
Uma mente aberta e receptiva consegue mais facilmente experimentar a bênçãp divina.

► Não duvide do poder de Deus.
Isso é fundamental para que sua prece seja atendida.
Pense positivo naquilo que deseja e faça o Salmo com a certeza de que logo terá a resposta de que necessita.

► Muitas pessoas pensam que a maneira correta de rezar os Salmos é mentalmente.
Mas não é assim.
Como eram poesias cantadas, eles devem ser recitados em voz baixa.
Sinta a presença do som de suas palavras e sua vibração.
Confira na lista abaixo qual o tipo de pedido relacionado a cada um dos 150 Salmos:

01- para gestantes que correm risco de aborto

002- para manter a paz no coração.

003- para adquirir prosperidade financeira.

004- para tomar decisões importantes.

005- para sucesso em processos juduciais.

006- para curar problemas nas vistas.

007- para anular inveja.

008- para obter êxito nos negócios.

009- para ajudar adolescentes.

010- para proteger-se.

011- para afastar inimigos.

012- para fortalecer seu organismo.

013- para não sofrer dores.

014- para perder o pânico.

015- para depressão.

016- para livrar-se de furtos.

017- para pensamentos suícidas.

018- para pessoas injustiçadas.

019- para pais orarem para os filhos.

020- para êxito em julgamentos.

021- para quem tem problemas de impotência.

022- para obter êxito na vida.

023- para ter dinheiro abundante.

024- para salvar-se de uma inundação.

025- para livrar-se de acidentes.

026- para livrar-se de sofrimentos.

027- para sem bem-sucedido.

028- para curar asma.

029- para livrar-se de bruxaria.

030- para livrar-se de feitiços.

031- para livrar-se de olho gordo.

032- para receber a misericórdia.

033- oração para os filhos.

034- para abrir caminhos.

035- para ganhar processos profissionais.

036- para fastar energias do mal.

037- para parar de beber (família).

038- para parar de beber (o próprio alcoólatra).

039- para desmaios.040- para livrar-se de encostos.

041- para conseguir o emprego desejado.

042- para pagar hipoteca.

043- para construir uma casa.

044- contra urticária.

045- para paz conjugal.

046- para eliminar o ódio.

047- para ter amigos.

048- para vencer as concorrentes.

049- para curar-se de febre.

050- para afastar ladrões.

051- para esquecer um amor.

052- para livrar-se de fofocas.

053- para livrar-se de obsessor vivo.

054- para curar-se

055- para livrar alguém da prisão.

056- para curar-se de qualquer vício.

057- para ter êxito nos negócios e em sociedades.

058- para se dar bem com os animais.

059- contra possessão.

060- para obter respeito.

061- para perder o medo.

062- para dores no estômago.

063- para problemas de intestinos.

064- para viagens marinhas.

065- para pedir chuva.

066- contra todo tipo de magia.

067- para auto-cura.

068- para tirar bruxaria.

069- para deixar de invejar os outros.

070- para proteção de seu país.

071- oração para todos os idosos.

072- para ter dinheiro.

073- contra fobia social.

074- para qualquer mal mental.

075- para ter humildade.

076- para perder o medo de água.

077- para perder o medo de avião.

078- para auto-estima profissional.

079- para eliminar a força dos inimigos.

080- para doenças de pele

.081- para orar pelo planeta.

082- para êxito na profissão.

083- para êxito em sua missão.

084- para epidemias.

085- para mal entendidos.

086- para pedir cura ao seu Anjo da Guarda.

087- para os olhos.

088- para curar mágoas.

089- para pernas e braços.

090- para eliminar vícios.

091- para ter paz.

092- para alcaçar um milagre.

093- para hipertensão.

094- para afastar pessoas ruins.

095- para ter poder de decisão.

096- para harmonia no lar.

097- para harmonia conjugal.

098- para reconciliação.

099- para evolução espiritual.

100- para dores na coluna.

101- para lunáticos.

102- para fertilidade.

103- para osteoporose.

104- para neutralizar o mal dos vizinhos.

105- para cobreiros.

106- para doenças contagiosas.

107- para cólicas.

108- para mudança de vida.

109- para dominar situações difíceis.

110- para ter paz interior.

111- para encontrar a alma idêntica.

112- para acreditar em você.

113- para exorcizar vodu.

114- para prosperidade nos negócios.

115- para falar com Deus.

116- para evitar mortes trágicas.

117- para cortar calúnias.

118- para ser justo.

119- para todos os males.

120- para integração.

121- para proteção noturna.

122- para sair-se bem em entrevistas.

123- para ter bons funcionários.

124- para pescadores.

125- para auto-confiança.

126- para filhos desencarnados.

127- para mãe orar para os filhos.

128- para um bom parto.

129- para pesadelos.

130- para circulação sanguínea.

131- para ter humildade.

132- para melhorar carma.

133- para união famíliar.

134- para nosso mentor nos ajudar.

135- para energizar oratórios.

136- para você mudar para o bem.

137- para ter um coração manso.

138- para ter um bom humor.

139- para amor no casamento.

140- para ir bem nos estudos.

141- para dores morais.

142- para dores nas pernas.

143- para dores na boca e nos dentes.

144- para dores nos braços.

145- para perder o medo de ver espíritos.

146- para curar suas feridas.

147- para curar-se de picadas.

148- para bombeiros.

149- para não alastrar incêndio.

150- para ser grato a Deus.

Por que nos Sentimos tão Cansados tão Freqüentemente


Muitas pessoas que estão passando pela mudança de Índigo para Cristal acham que este intenso cansaço e fadiga são dois sintomas predominantes de sua mudança.
Sentem-se exaustos o tempo todo e só querem dormir.
E quando dormem, dormem profundamente e não querem se levantar.
Então, o que está acontecendo?
E porque nos sentimos desta maneira?

Arcanjo Miguel explica que existem 3 processos diferentes que causam a fadiga:
Limpeza do Corpo Emocional
Des-intoxicação do Corpo Físico e Corpos Sutis
Consciência Multi-Dimensional Completa
Cada um desses aspectos podem ser tratados de uma maneira diferente.
Limpeza do Corpo Emocional
No começo do processo, passamos por uma intensa limpeza do corpo emocional
Isto envolve limpar a psique e o subconsciente de todos os velhos padrões de trauma e auto-sabotagem.
A intensidade desse processo dependerá de quanta limpeza você já fez em sua preparação para a ascensão.
Sou uma curadora, e ajudo muita gente a se preparar, mas nunca realmente encontrava tempo de terminar completamente meu próprio processo, assim, quando dei de cara com a transição, eu experienciei um intenso processo do meu corpo emocional por vários meses.
O assunto inundou meu subconsciente, e tive estranhos pesadelos e ataques de ansiedade como se lutasse para processar os traumas da minha criança interior.
Este tipo de liberação de traumas é exaustiva.
Algumas pessoas não percebem o que está acontecendo, já que fazem a maioria de suas liberações pelo trabalho do sonho à noite.
Mas os que sofrem de ataques de ansiedade, muitas vezes estão fazendo este processo durante o dia.
Neste ponto você pode precisar de ajuda para liberar seus velhos padrões que estão sendo retidos pela Criança Interior.
E aqui onde precisa trabalhar a sua criança interior.
Encontre um bom terapeuta, participe de um workshop, leia um bom livro... mas liberte os padrões da sua criança ferida!
E então compreendam que enquanto estão fazendo esta limpeza, ficarão exaustos.
Pois passaram a maior parte da sua vida reprimindo essas energias.
Processá-las é trabalho duro.
Mas vale a pena!
Quando terminarem vocês terão limpado a sua psique e padrões subconscientes de auto-sabotagem, e poderão agir a partir de uma completa clareza e pureza de intenção.

Desintoxicação do Corpo Físico e dos Corpos Sutis
Este processo de profunda limpeza está associado com o processos mencionados acima
Conforme as emoções são liberadas, então os velhos bloqueios físicos e padrões mentais que estão associados com eles são também liberados.
Essa velhas energias "tóxicas" são passadas através dos corpos sutis e são limpas através do corpo físico.
Alem disso, quaisquer velhas toxinas que o corpo físico esta retendo serão liberadas nesta hora.
Este processo de limpeza e desintoxicação coloca um esforço considerável nos órgãos de eliminação, que são os rins e o fígado.
Muitos de vocês vão ter bolsas debaixo dos olhos, uma evidência de stress nos rins, e distúrbios digestivos como azia e gases, evidência de stress no fígado.
Fora isso podem experienciar dores nas juntas, que é também uma característica da desintoxicação, já que os ácidos em excesso, estocados no corpo, vão sendo liberados.
Alem disso, os processos de eliminação também farão com que se sintam cansados, e propensos a dores de cabeça – todos sintomas de desintoxicação.
É por isso precisam beber muita água pura e limpa e tentar se alimentar dentro de uma dieta saudável o tanto quanto for possível.
Consciência Multidimensional Total
Esta é a parte mais emocionante, e acontece durante o processo, ela é responsável pela sensação “aérea”, que muitos de vocês estão sentindo.
Arcanjo Miguel me pediu para explicar isto a vocês em termos de freqüências de ondas cerebrais.
Conforme entram na consciência multidimensional, vocês expandem o limite de consciência que o seu corpo pode lidar e as maneiras nas quais ela é utilizada.
As ondas de freqüências cerebrais são as seguintes:

Beta - “normal” - consciência enquanto acordados
Alpha - meditação leve
Theta - meditação profunda
Delta - estado de sono ou hipnose profunda
Gamma - movimento rápido dos olhos ou estágio mais profundo do sono / hipnose – quando operações podem ser feitas sem dor

Um ser tridimensional funciona no nível Beta, e muda para o estado Alpha em momentos de criatividade e prece.
Um ser de 5ª dimensão funciona entre Beta/Alpha/Theta no seu estado normal desperto.
Sua consciência multi-dimensional permite que a sua consciência racional mude nesta faixa, enquanto você está desperto!!!
Mas é isso que causa a "fadiga”.
Seu corpo sempre reconheceu Theta como estado de relaxamento profundo antes de dormir, e então quando as suas ondas cerebrais mudam para Theta, elas enviam a você uma mensagem para dizer que vocês estão cansados e a ponto de dormir!
E assim porque estamos condicionados a responder a este sinal com cansaço e sono, sentimos que precisamos ir dormir.
Um ser da 6ª dimensão em treinamento para total Consciência Crística de 9D estará aprendendo a se mover do nível Delta para Gamma no seu estado normal acordado!
Agora seu corpo definitivamente pensa que está adormecido!
O truque é aprender a se movimentar por esses estados sem entrar em pânico ou se “perder” num estado como de sonho.
Aqueles que estão fazendo este trabalho freqüentemente sentem como se vivessem em um mundo de sonhos em câmara lenta, e isto de fato é verdadeiro.
Estamos vivendo um estado de sonho em nossa consciência desperta.
Levará um tempo para se atingir a mestria, mas uma vez que se domine isto a fundo, esta é a chave para uma imensa criatividade e para a manifestação de "milagres".
Nesse estado profundo de consciência, literalmente nós podemos curvar e dar forma ao tempo e à matéria com a pura intenção.
Então, compreendam que o seu corpo está aprendendo a se adaptar a uma faixa diferente de ondas cerebrais.


Um Lembrete de Precaução:
Por favor, quando estiver em qualquer um destes estados acima tome o cuidado de que esteja bem consciente do seguinte:
Permaneça ancorado.
Dedique-se a manter-se e não sair do seu corpo.
Não tome e nem fumem drogas por recreação nesta fase, isso interferirá na expansão natural da consciência.
Distinguir entre o cansaço verdadeiro e a consciência expandida.
Seja gentil com si mesmo.
Se estiver cansado, descanse.
Na verdade você vai precisar de somas significativas de descanso enquanto passa por este processo.
Se tentar fazer coisas demais, você ficará hiperativo e provavelmente cairá em exaustão de qualquer maneira.
Seja cuidadoso.
Se estiver dirigindo um carro, concentre-se e focalize-se.
Muitas pessoas estão sofrendo acidentes porque não tem consciência do que acontece quando seu cérebro muda as frequencias.
É tudo uma questão de estar ancorado e concentrado .
Diga ao seu corpo e ao seu guia que durante a jornada você precisa ser capaz de se concentrar totalmente no que está fazendo.
Relaxe – isso vai passar.
Logo você se acostumará a trabalhar com essas diferentes freqüências.
Eu tenho me divertido bastante com este estado de sonho e aéreo, e estou aprendendo a usar a criatividade que isso gera.
Também estou aprendendo a mudar as minhas freqüências à vontade Sim, nós estamos verdadeiramente nos tornando um ser Cristal ou Cristico.
por Celia Fenn

Destralhe-se !!


Texto: Carlos Solano
- “Bom dia, como tá a alegria?”, diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar.
-"Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!" e ela me apertou...
Na matemática de dona Francisca, "quatro abraços por dia dão para sobreviver, oito ajudam a nos manter vivos, 12 fazem a vida prosperar".
Falando nisso, "vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada".
Já ouviu falar em toxinas da casa?

Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas, plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados...
Ufa, que peso!
"O que está fora está dentro e isso afeta a saúde", aprendi com dona Francisca.
- "Saúde é o que interessa.
O resto não tem pressa!”, ela diz, enquanto me ajuda a 'destralhar', ou liberar as tralhas da casa.
O 'destralhamento' é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar outras terapias.
"A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram", também ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
Para o feng shui, é comum se sentir cansado, deprimido ou desanimado em um ambiente cheio de entulho, pois "existem fios invisíveis nos ligando àquilo que possuímos".
Outros possíveis efeitos do acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado e limitado, aumento de peso, apego ao passado...
"No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga; na entrada, restringem o fluxo da vida; empilhadas no chão, nos puxam para baixo; acima, são dores de cabeça; sob a cama, poluem o sono".
Então... Se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza!
- “Oito horas para trabalhar, oito para descansar, oito para se cuidar!", diz a comadre.
-E nada de limpar só por onde o padre passa...

"DESTRALHE-SE"
Perguntinhas úteis na hora de liberar os armários:
Por que estou guardando isso?
Será que tem a ver comigo hoje?
O que vou sentir ao liberar?
E vá fazendo pilhas separadas de doar, vender e jogar fora.
Depois de destralhar, jogue sal grosso nos ralos.
Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e as energias ruins).
Deixe um ramo de boldo em um copo d'água para purificar.
Passou de bom!
Para destralhar mais, livre-se de barulhos e luzes fortes, cores berrantes, odores químicos, revestimentos sintéticos, libere mágoas, pare de fumar, diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.
"Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará.
Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá", arremata o mestre Jesus, no evangelho de Tomé.
"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente", diz a sabedoria oriental.
O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.
Dona Francisca me conta que "as frutas nascem azedas e, no pé, vão ficando docinhas com o tempo".
-A gente deveria de ser assim, ela diz.
-"Destralhar ajuda a adocicar."
"Merecemos ter para ser", diz um mestre de feng shui.
Se os sábios concordam, não sou eu que vou discordar...
“As pessoas realmente ligadas não precisam de ligação física”.
Quando se encontram, ou reencontram, mesmo depois de muitos anos, a amizade é tão forte quanto sempre."
Repense, Recuse, Reduza, Reutlize, Recupere, Recicle!
Poupe água, apague a luz, economize papel!
Assuma um compromisso com o planeta.
Se cada um fizer um pouquinho, logo teremos feito muito!

Semelhante atrai Semelhante


Somente uma pessoa amorosa – alguém que já esteja amando – pode encontrar o(a) companheiro(a) certo.
Esta é a minha observação: se você é infeliz, encontrará alguém que também é infeliz.
Pessoas infelizes são atraídas por pessoas infelizes.
E isso é bom, é natural.
É bom que as pessoas infelizes não se atraiam por pessoas felizes; caso contrário iriam destruir sua felicidade.
É perfeitamente certo.
Somente pessoas felizes se atraem por pessoas felizes.
O igual atrai o igual.
Pessoas inteligentes são atraídas por pessoas inteligentes; pessoas estúpidas são atraídas por pessoas estúpidas.
Você conhece pessoas do mesmo plano.
Então, a primeira coisa a lembrar é: um relacionamento está destinado a ser amargo quando nasce da infelicidade. Seja primeiro feliz, alegre, celebrante, e então você encontrará uma outra alma celebrante, e aí será um encontro de duas almas dançantes e uma grande dança nascerá dali.
Não peça por um relacionamento a partir da solidão, não.
Dessa forma você estará se movendo na direção errada.
Desse jeito o outro será utilizado como um meio e o outro utilizará você como um meio.
E ninguém quer ser usado como um meio!
Cada indivíduo é um fim em si mesmo.
É imoral utilizar qualquer pessoa como um meio.
Primeiro aprenda a ser sozinho.
A meditação é um meio de ficar sozinho.
Se você consegue ser feliz enquanto está sozinho, você aprendeu o segredo de ser feliz.
Agora você pode ser feliz com alguém.
Se você é feliz, então tem algo a compartilhar, a dar.
E quando você dá, você ganha; e não o contrário.
Então, nasce um desejo de amar alguém.
Ordinariamente, a necessidade é a de ser amado por alguém.
É uma necessidade errada.
É uma necessidade infantil; você não é maduro.
É uma atitude de criança.
Uma criança nasce.
É claro, a criança não pode amar a mãe; ela não sabe ainda o que é o amor e ela não sabe quem é a mãe e quem é o pai.
Ela é totalmente impotente.
O seu ser ainda precisa ser integrado.
Ela não é um inteiro; não está junta ainda.
Ela é somente uma possibilidade.
A mãe precisa amar, o pai precisa amar, a família precisa regar a criança com amor.
Dessa forma ela aprende uma coisa: todo mundo tem que amá-la.
Ela nunca aprende que ela tem que amar.
Então a criança irá crescer, e se ela permanecer presa a essa atitude de que todo mundo tem que amá-la, ela irá sofrer por toda a vida.
O seu corpo terá crescido, mas a sua mente terá permanecido imatura.
Uma pessoa amadurecida é aquela que conhece a outra necessidade: a de que agora eu tenho que amar alguém.
A necessidade de ser amado é infantil, imatura.
A necessidade de amar é madura.
E quando você está pronto para amar alguém, um belo relacionamento irá crescer daí, de outra maneira, não.
“É possível que duas pessoas em um relacionamento sejam más uma com a outra?”
Sim, isso é o que está acontecendo no mundo todo.
Ser bom é muito difícil.
Você não é bom nem consigo mesmo.
Como você pode ser bom para outra pessoa?
Você sequer ama a si mesmo!
Como poderá amar alguém?
Ame a si mesmo, seja bom para consigo.
Os seus chamados santos religiosos têm ensinado que nunca se deve amar a si, nunca ser bom para si mesmo. Seja duro com você!
Eles têm ensinado que você deve ser agradável com os outros e duro consigo.
Isso é absurdo.
Eu ensino que a primeira e mais importante coisa a fazer é ser amoroso com você mesmo.
Não seja duro; seja suave.
Preocupe-se consigo.
Aprenda a se perdoar – mais e mais e mais uma vez – sete vezes, setenta e sete vezes, setecentas e setenta e sete vezes.
Aprenda como se perdoar.
Não seja duro; não seja hostil em relação a si mesmo.
E então você irá florescer.
Nesse florescimento você irá atrair uma outra flor.
Isso é natural.
Pedras atraem pedras; flores atraem flores.
Então haverá um relacionamento em que há graça, há beleza, em que há uma benção.
Se você conseguir encontrar um relacionamento assim, o seu relacionamento crescerá em uma prece; o seu amor se tornará um êxtase e pelo amor você saberá o que é o divino.

OSHO

Como um aluno da Luz reage às agressões do dia a dia?


Por que os alunos da Luz ainda precisam lutar contra as imperfeições que constroem para si próprios e outras que o mundo terreno lhes impõem?
Meus amigos, tudo isso pode ser melhorado imediatamente se vocês começarem pelo lado certo.
Imaginem, vocês são agredidos por uma pessoa do ambiente de vocês, a qual não concorda com alguma coisa que vocês fizeram.
Vocês tentarão se defender, e a briga estará programada.
Mas, se vocês conseguirem se afastar e deixar que a agressão fique sem resposta, a questão logo se acalmará.
Meus amigos, analisem primeiro o que está vindo até vocês e como vocês reagem a isso.
Certamente não é fácil ficar quieto e retrucar com amor e paz, mas esse é o melhor caminho para se evitar tais incômodos.
Tentem da próxima vez quando algo assim lhes ocorrer.

Amados amigos, esse foi apenas um exemplo de muitas situações incômodas que ocorrem em suas vidas, assim, pensem bem como pretendem reagir da próxima vez.
Irão reagir como sempre, se defendendo – ou irão ficar quietos e irradiar amor e paz?
Esse último é o melhor caminho para retirar os incômodos do mundo.
Muitas vezes algo assim ocorrerá em suas vidas, e vocês terão muitas oportunidades para treinar isso e aprender.

Tentem manter-se afastados e acreditem em mim, professor de vocês, esse é o melhor caminho!
Nós também passamos por isso em nossas vidas, e também nós tivemos que aprender a reagir de outra maneira e a direcionar os acontecimentos para o amor – e nós vencemos os corpos inferiores, e esse é também o objetivo de vocês, amados amigos.
Escutem o nosso conselho, o melhor caminho é este que estamos lhes ensinando, mesmo que muitos do
ambiente de vocês achem graça dessa atitude – não incomodará se vocês estiverem envoltos pelo amor.
E vocês pouparão uma necessidade de remissão!
E como essa, existem muitas em suas vidas.
Quantas vezes sentimos que vocês à noite estão pensando sobre as coisas que aconteceram durante o dia... e
tudo isso chega às suas consciências, tudo que aconteceu de errado no transcorrer do dia.
Vocês podem evitar muitas coisas se vocês logo reagirem da maneira correta – e correto significa sempre irradiar amor, paz e harmonia, e jamais responder no nível da agressão.

Amados amigos, ouçam sempre mais o que aconselhamos a vocês e aprendam a lidar com isso.
O dia-a-dia de vocês será mais perfeito, suave, mais calmo e sem nervosismos.
Vocês não precisam se defender, isso ocorrerá por si só e o agressor ficará mais calmo se vocês responderem desta forma.
Pensem bem, e pensem naquelas situações do dia-a-dia em que poderiam ter agido diferente etentem imaginar como teria sido diferente se vocês tivessem agido conformenossa orientação.
Essa é a tarefa de vocês para os próximos tempos.
Nós estamos acompanhando suas ações.

A nossa benção, nosso amor, nosso carinho preenche vocês, pois podemos ver como ainda é a vida de cada um, ouçam o que os seus professores estão tentando dizer para vocês.
Nós lhes agradecemos o empenho, o destino de vocês mudará.
Que o meu amor envolva vocês!

EL MORYA
Boletim Ponte Para Luz

Vencendo as energias negativas


LEIA, PENSE E REFLITA
Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano.
Procurar fugir delas é besteira.
Ela nos alcança em qualquer lugar do planeta.
Mas podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências.
Abaixo seguem seis dicas pessoais para começar a combatê-las.

1. NÃO TEMER NINGUÉM
Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o medo, sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques.
Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, não acreditar em si mesmo e em seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis às forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso.
Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA
Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem.
Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor.
A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade.
Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas.
Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido.
Sustente as suas vitórias sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA
Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio.
Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido.
Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso.
Em vez de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente?
Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem?
Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva, de vítimas?
Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO
A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a 'Auto-Obsessão'.
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem baseadas pelo respeito mútuo.
Mas grande parte dos problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
'Auto-Obsessão' significa não se gostar, não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós.
Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível.
A força interior é nossa maior defesa.

5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS
As flechas não alcançam o céu.
Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam.
Essa é a melhor forma de criar 'incompatibilidade' com as forças do mal.
Lembre-se: energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS
As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo, são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a mente e o coração.
Mantenha ambos sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível.
Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida.
O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.

Quem Realiza Seus Sonhos É Você Mesmo


Ter objetivos determinados na vida é fundamental para se alcançar o sucesso.
É tão difícil atingir um destino que você não tem, quanto voltar de um lugar que você nunca foi.
Quando você traça uma meta, você está trabalhando na construção do seu próprio destino.
Você sabe a diferença entre um sonho e uma meta?
Vejamos: se você pegar um sonho e determinar uma data para ele se concretizar, ele se torna uma meta.
Sabe aquele livro bom que você comprou, pôs na prateleira e que “algum dia” irá ler?
Ele está empoeirado há anos porque “algum dia” não existe no calendário.
É um dia que nunca vai chegar.
Se você dissesse: vou lê-lo até o final do mês, você arrumaria tempo para fazê-lo,
Mas como você diz que algum dia irá lê-lo, seu subconsciente responde: perfeitamente, quando algum dia chegar, nós leremos o livro.
Você acha que alguém chega por acaso ao topo do Monte Everest, sem planejamento?
É claro que não.
Para chegar lá, é preciso planejar cada detalhe, uma preparação de aproximadamente quatro anos, milhões de dólares e muita tecnologia.
Sem isso, a pessoa morre no caminho.
Sem planejamento, é quase impossível atingir grandes metas.
Nosso cérebro não foi treinado para planejar.
Muitos pensam que dá muito trabalho.
Na verdade, planejar é fácil, chega a ser um divertimento.
Basta treinar.
Vejamos também a diferença entre meta e finalidade.
Se estou em Nova Iorque e decido ir a Chicago, a cidade de Chicago é uma meta que eu atinjo.
Se estou em Nova Iorque e desejo ir para oeste, chegando a Chicago não termina o oeste.
Sempre haverá oeste para ir – isto é finalidade.
Se você descobre qual a sua finalidade de vida e alinha suas metas de acordo com elas, o universo conspira a seu favor!
Outro segredo a respeito de metas é saber balanceá-las.
Inicialmente, você tem que ter um corpo sadio para carregar uma mente sadia.
Não adianta você ter uma mente brilhante se o seu corpo estiver doente.
Mas isso não implica preocupar-se somente com uma meta física.
Quem faz ginástica todo dia e não pensa em mais nada, quando chega aos 40 anos e vê que o corpo começa a deteriorar, sofre grande depressão.
Como não estabeleceu outros objetivos, sua vida perde a finalidade.
Nós vivemos num mundo material.
É preciso então ter uma meta financeira.
Mas o dinheiro, paradoxalmente, não vale nada.
Dinheiro só serve para fazer coisas que não dependem essencialmente dele.
Se você não tiver outras metas na vida além do dinheiro, acaba escravizado pela obsessão de ganhá-lo, sem realimentar suas energias, e isso geralmente culmina em um infarto.
Outra meta a almejar é a social.
O homem precisa viver em comunidade.
Por outro lado, não se deve fazer como algumas pessoas fazem, e ficar pulando de festa em festa, borboleteando daqui para lá.
É preciso ter raízes para estar bem firmado em seu eixo.
A meta profissional também é muito importante.
Mas se você viver só para isso, achando que só a carreira interessa, e se aquela promoção que você espera não vier, abre uma boa brecha para um câncer aos 40 anos.
Há pessoas que se dedicam só à família, mais nada.
Ter somente meta familiar também não resolve.
Os filhos crescem, vão embora, e aí, como é que fica?
Acontece o que se chama hoje de a “síndrome do ninho vazio”.
É o caso da mulher que se dedicou aos filhos a vida inteira, e não fez nada mais, esqueceu-se completamente de realizar-se a si própria.
Os filhos cresceram - todos crescem - , saíram de casa e, agora, a mulher não tem como preencher o seu tempo.
Você não pode obter o bastante daquilo que você não quer.
Você tem que ter uma meta espiritual: é muito importante saber relaxar e entrar em contato com outros níveis de consciência.
Mas não é possível ficar fazendo isto o dia inteiro.
Nós temos um corpo para cuidar.
Se não der atenção à matéria, suas condições de vida no mundo se desequilibram, a começar pela sua saúde.
Aonde você quer chegar espiritualmente deste modo, em total desequilíbrio?
Porisso ...muita Concentração, Paz de Espírto, Calma, Paciência, Inteligência, Disenimento, Doação, Integridade, Honestidade, Sinceridade, Carinho, Amizade e muitas outras palavras que se vivermos no verdadeiro sentido que cada uma representa, conseguiremos ser muito felizes e nos tornaremos cada vez mais Seres muito Iluminados.

A Quebra consciente de Voto


Diga em voz alta:
Neste momento, estou quebrando todos os votos que fiz para viver a ilusão da inconsciência.
Como portador da Luz de minha linhagem genética, quebro esses votos em meu nome e em nome de todos os meus ancestrais.
Revogo e anulo esses votos destituindo-os de valor para esta encarnação e para todas as outras através do tempo e do espaço, das realidades paralelas, dos universos paralelos, das realidades alternativas, dos universos alternativos, de todos os sistemas planetários, de todos os sistemas de Origem, de todas as dimensões e do Vácuo.

Peço para ser libertado de todos os cristais, mecanismos, formas de pensamento, emoções, matrizes, disfarces, memórias celulares, idéias acerca da realidade, limitações genéticas, bem como da morte.

AGORA!

Segundo a Lei da Graça e pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Conforme a vontade do Espírito, peço para Despertar!

Conforme a vontade do Espírito, estou Desperto!

No princípio, EU SOU O QUE SOU!


Compreendendo o processo dos Apelos
A verdade existe; ela se manifesta em todos os planos, quando uma pessoa está em condições de captá-la dos planos e esferas nos quais os Seres Divinos atuam em determinada época para distribuí-la amplamente sobre a terra e seus habitantes.

A eficiência dos apelos depende da proporção de sentimento e convicção que através deles são liberados, como também depende da nitidez das imagens que se imprimem na mente.
Isto, realmente representa o modelo através do qual se dissolve a energia física.
SAINT GERMAIN

Lutando contra as forças negativas e a "CAUDA DO DRAGÃO"


Antes de lerem este texto, quero que fique registrado que nada tenho contra essas criaturas - os dragões.
Tenho até um certo fascínio por estes seres mitológicos, eles tem uma beleza e energia incomparável...
Eles podem ter muitos significados; pra mim são criaturas muito lindas, mesmo desenhados com cara de malvados...
Tudo é uma questão de ponto de vista...como vc encara e enxerga as coisas em sua vida...
Fofoleta

Ao enfrentarmos uma energia negativa, temos de ter a consciência da energia positiva ancorada em nós ou no nosso grupo.
Energia tem peso e tamanho.
Para cada montante de energia negativa temos de ter a mesma quantidade de energia positiva, ou mais, para poder consumi-la ou transformá-la.
Qual é o nosso potencial ou de nosso grupo?
Será que este objeto vale o esforço de sua purificação?
Serei capaz de gerar tal esforço?
Existe alguém ou um grupo de pessoas orando para produzir este mal?
Estas são perguntas importantes a se fazer sempre que formos purificar algo ou alguém.
Quando aluguei a casa onde moro, tive de expulsar muitas energias negativas que aqui habitavam.
Não consegui isto com um dia de orações e decretos de luz.
Foi o trabalho árduo de muitos e muitos dias; quem sabe meses.
Hoje eu sei que minha casa está purificada.
Quando cheguei ela estava carregada de energia ruim de ex-moradores; quando sair, terei de levar esta luz ancorada na casa, pois quem decreta muito, acumula muita luz em casa.
Existem basicamente dois tipos de objetos ruins: um foi contaminado e o outro, foi criado exclusivamente para o mal.
Percebem a diferença?
Se um objeto está contaminado, seja ele uma simples bola de futebol, um carro ou uma casa, poderá ser purificado pelo poder do Elohim Astrea e de Miguel o Arcanjo.
Astrea pode saturar o objeto com luz, purificando-o e São Miguel leva as energias corrompidas para onde devem ir, para serem repolarizadas.
Agora, se uma boneca foi feita com ódio de alguém, por exemplo, uma boneca de vodu.
Esta jamais poderá ser purificada.
Ela estará sempre contaminada.
Ela é um objeto totalmente corrompido e nada sobraria dela em uma purificação.
O lugar certo, para objetos assim, não é o mar, não é o sal grosso e nem a água corrente, mas sim o fogo físico.
Um exemplo:
Um dia, cheguei a uma casa de praia de minha tia, junto com muitos primos e amigos, para uma festa de fim de ano.
O quarto que me deram foi o quarto de minha tia; pois ela não estava na casa conosco.
Quando entrei no quarto, me arrepiei todo.
Tinha um quadro grande e horroroso na parede.
A imagem nem era tão feia, mas a vibração negativa emanava fortemente dele.
Telefonei para minha tia, e relatei a ela o que sentia sobre o quadro.
Ela disse que nem gostava do quadro e este havia sido um presente dado a meu tio, há muitos anos, quando morava em Salvador.
O quadro apresentava a imagem de quatro baianas dançando ao redor de uma fogueira.
Pedi a minha tia para queimar o quadro e ela autorizou.
Chamei o arcanjo Miguel e Astrea e em meio às minhas orações, fiz uma fogueira no jardim e levei o quadro para o fogo.
Amigos, no minuto em que o quadro tocou o fogo, a enorme mesa da sala, cheia de pratos e alimentos para a festa de fim de ano, foi ao chão. . .
IMPRESSIONANTE !
Vejam o poder das energias ruins.
Nós chamamos isto de "cauda" ou "rabo do dragão".
Significa que muitas vezes, quando atacamos uma força ruim, é como se matássemos um animal, que em seu último suspiro, bate a cauda em nós, ou em quem estiver por perto.
O rabo do dragão havia derrubado a mesa da festa de fim de ano!
Os mestres ensinam que devemos orar para que São Miguel segure o “rabo do dragão”, quando lutamos contra o mal, e eu não havia feito tal oração . . .
Para parar a cauda do dragão, você pode fazer uma simples invocação :
"Em nome da minha Poderosa Presença de Deus, EU SOU O QUE EU SOU, e do meu EU Superior, eu comando o Arcanjo Miguel para segurar a cauda do dragão de toda e qualquer força negativa relacionada a este trabalho de purificação que agora inicio.
Em nome do Pai, da Mãe, do Filho e do Espírito Santo, Amém"

Era uma daquelas mesas imensas de madeira grossa; é claro que era velha e estava enfraquecida pelo tempo, mas ela caiu exatamente no mesmo momento em que enfiei a espada de São Miguel no quadro e coloquei-o no fogo; no mesmíssimo segundo . . .
A mesa estava há horas com o mesmo peso sobre ela. . .
Muito mais do que uma simples coincidência, não acham?
Esta é apenas uma das histórias sobre "cauda do dragão" que conhecemos.
A cauda do Dragão não é um ataque contrário, mas sim, uma última reação, um último suspiro.
No curso de resgates que fiz na Cruz Vermelha, aprendi que quando chegamos a um local onde alguém está caído no chão, desmaiado, ao invés de sairmos correndo para ajudá-lo, precisamos entender primeiro a razão pela qual ele caiu.
Qual é a causa disto?
A mesma força que o derrubou, poderá me derrubar, entendem ?
O mesmo digo sobre objetos a serem purificados ou queimados.
Meditem bem antes, busquem informações, tenham certeza de que a estrutura do objeto não está totalmente comprometida com a energia ruim.
O quadro, por exemplo, com certeza fora pintado em um trabalho de magia negra e não poderia ser purificado, precisando mesmo é de fogo físico e espiritual também.
Prestem bem atenção na sua vida, observem bem seus pertences e presentes...cuidado...
Orar e vigiar sempre...

Entrevista com Deepak Chopra


A sabedoria do silêncio
Felicidade, saúde e possibilidades infinitas é o que promete Deepak Chopra, o médico indiano que virou guru nos Estados Unidos.
Sua receita é tão fácil quanto fascinante: reserve alguns minutos do dia para ficar em silêncio.
Começa aí a mudança de consciência que, segundo ele, pode mudar o mundo.
Por Lúcia Cristina de Barros

Deepak Chopra cita Shakespeare e Walt Whitman, o poeta americano.
Do primeiro fala que "somos a matéria da qual são feitos os sonhos"; do segundo lembra que "tudo que pertence a você pertence a mim".
"Essas não são metáforas, é a realidade", diz.
"Nós não somos nosso corpo físico.
Esse corpo é o lugar que nossas memórias, sonhos e esperanças chamam de lar por enquanto.
Esse corpo não é a matéria sólida que vemos, e sim um rio de informações, que tem em si partículas que já estiveram em outros corpos e no mundo inteiro."

Poesia e prática, filosofia e ciência misturam-se no discurso deste endocrinologista de formação e guru a contra-gosto.
De camisa xadrez e calça marrom, chegando do almoço num restaurante no bairro do Itaim, em São Paulo, Chopra é um homem de 1,70 m de altura, com uma barriguinha incômoda para quem faz exercício todo dia e olhos muito escuros, muito vivos.
Ele é também um fenômeno: já vendeu mais de 10 milhões de livros em 30 idiomas, e diversificou seu negócio para incluir CDs, vídeos, séries de TV, filmes.
Suas idéias lhe rendem cerca de US$ 15 milhões por ano e uma legião de admiradores que vão de Madonna e Demi Moore a executivos de algumas das maiores empresas do mundo, sem falar de políticos e reis.

Estudando a consciência há 20 anos, Chopra, 52, tem uma mensagem tão fácil quanto fascinante: para ele a consciência é responsável pelo mundo físico e quem desperta a sua está no caminho da saúde perfeita e da abundância --tudo o que todo mundo quer.
Por isso mesmo 2.500 pessoas lotaram dois teatros em São Paulo, no mês de junho, pagando R$ 200 por convite, para ouvir Chopra, que já tinha vindo ao Brasil há 12 anos, no lançamento de seu primeiro livro.
Na primeira palestra ele falou sobre "As Sete Leis Espirituais do Sucesso", seu maior best-seller no país.
Na segunda, falou sobre "Intuição na Liderança", definindo as características dos líderes do próximo milênio para centenas de executivos que esqueceram de desligar seus celulares mesmo quando mantras eram entoados.
Cada noite rendeu ao autor cerca de US$ 25 mil.

Nascido em Nova Delhi, na India, Deepak Chopra mudou-se para os Estados Unidos nos anos 70, e lá tornou-se um médico bem-sucedido, professor universitário e chefe de equipe do Memorial Hospital de Nova York.
A grande virada em sua vida começou nos anos 80, quando descobriu a meditação.
Ele parou de fumar e beber, tornou-se discípulo do guru indiano Maharishi Mahesh Yogi e representante nos Estados Unidos de uma empresa de divulgação e venda de produtos tradicionais (óleos, infusões e ervas) da medicina Ayurveda, a mais antiga do mundo, baseada no relacionamento entre ser humano e natureza.
Sua origem indiana, formação em medicina e sucesso profissional fizeram de Chopra o homem certo para criar uma ponte entre Oriente e Ocidente, divulgando não só a Ayurveda (ciência da vida), mas diversos ensinamentos dos "Vedas", antigas escrituras em sânscrito que datam de mais de cinco mil anos e reúnem a sabedoria indiana sobre todos os campos do conhecimento.
O trabalho de Chopra é unir o que há de melhor nessa tradição aos conceitos mais avançados da ciência – tudo explicado em linguagem que faz sentido para o leitor contemporâneo.
Metade do tempo, este homem que não se define (não é autor, nem palestrante, nem mesmo Deepak –-já que, para ele, "definir-se é limitar-se") viaja pelo mundo, dando suas palestras.
Não tem frescuras, seguranças ou assistentes.
Pega o avião sozinho, desembarca no seu destino, faz o trabalho que tem que fazer --com uma atitude que mistura em doses iguais gentileza e determinação.
Ele é simpático com seus admiradores, posa para fotos, autografa livros, abraça e beija novos conhecidos.
Mas também deixa bem claro o que está disposto a fazer ou não.
A outra metade do tempo Chopra passa em La Jolla, um lugar maravilhoso na Califórnia, pertinho de San Diego, onde ele vive e dirige seu Center for Well Being (Centro para o Bem-Estar).
É onde seus ensinamentos se materializam em cursos e tratamentos como yoga, meditação e desintoxicação (com técnicas que antigamente eram reservadas à realeza indiana).
A idéia é cuidar ao mesmo tempo do espírito, da mente e do corpo.
Para quem torce o nariz para esse caldeirão borbulhante de idéias que prometem, no fim das contas, a milagrosa felicidade, Chopra diz apenas, com um sorriso:
"Milagre é a palavra que usamos para designar o que ainda não entendemos.
E os milagres de hoje são a ciência de amanhã."

Pergunta
Tudo parece dar certo na sua vida.
Quando o senhor exercia a medicina, era um importante endocrinologista.
Quando decidiu começar a escrever, seus livros viraram best-sellers e hoje o senhor é uma das figuras mais importantes do que poderíamos chamar de "novo paradigma" na medicina, que é o reconhecimento da conexão mente-corpo.
O senhor acha que essa trajetória era seu destino ou nós fazemos o nosso próprio destino?

Deepak Chopra -
Acho que são as duas coisas.
O que acontece é que uma série de situações, circunstâncias e eventos criaram as oportunidades certas para mim, como podem criar para você.
Por outro lado, também coloquei minhas próprias intenções para fazer com que as coisas acontecessem.
A verdade é que você está fazendo uma pergunta que os filósofos se fazem há milhares de anos: nós somos produto de um destino pré-determinado ou temos livre-arbítrio?
A resposta é: as duas coisas.
Quem não tem consciência vive num mundo pré-determinado.
Quem tem consciência torna-se alguém que pode escolher e exerce esse poder.
Entre esses extremos, então, de quem está totalmente inconsciente e de quem já atingiu a iluminação, há uma mistura de destino e livre-arbítrio atuando nas nossas vidas.

Pergunta
O senhor num determinado momento mudou a sua vida: deixou a prática diária da medicina e se tornou um escritor e palestrante que roda o mundo e tem uma legião de seguidores.
Como se deu esse processo?

Chopra -
Eu mudei minha vida muitas vezes.
A cada dois anos tomo um novo rumo, diferente daquele que eu vinha trilhando.
Acredito que a chave para esse processo de mudança é querer deixar o passado para trás e estar confortável diante do desconhecido, do incerto.
Caso contrário, podemos fingir que somos livres, mas de fato não somos.
Estaremos apenas respondendo às circunstâncias de forma reflexiva.
Em geral o que acontece é que as pessoas escolhem uma direção na vida e pronto: é isso.
Elas definem quem são e definir-se é limitar-se.
Eu nunca tentei me definir: sou um médico, ou sou um escritor, ou sou um palestrante.
Esse tipo de categorização não importa.
Quando você não se define, pode ser qualquer coisa: você entra no campo das possibilidades infinitas.

Pergunta
Seu trabalho poderia ser incluído na área da auto-ajuda, que vem crescendo muito e é um espaço fértil para charlatães.
Como separar o joio do trigo?

Chopra -
Não sei se eu diria que desenvolvo um trabalho de auto-ajuda.
Talvez você possa chamar assim.
Mas eu prefiro os termos auto-realização, transformação, potencial humano.
Bem, é verdade que há muitos charlatães trabalhando nessa área, assim como em todas as áreas.
A gente tende a imaginar que todo mundo é sério, por exemplo, na medicina.
Mas há muitos médicos picaretas, cientistas picaretas.
Pessoas desonestas existem em qualquer lugar, em qualquer profissão.
Não devemos presumir que na área dos estudos da consciência há mais gente desonesta do que nos meios científicos, ou em administração, ou o que for.
Cabe às pessoas fazer escolhas informadas.
Se eu digo que um determinado tratamento com ervas medicinais é bom para você, você pode entrar na internet e fazer uma pesquisa sobre o que são aquelas ervas, que estudos existem a respeito de sua eficácia, quais as suas indicações.
Assim você pode decidir por sua conta se estou dizendo a verdade ou não.
Quando afirmo que a meditação funciona e que há centenas de estudos científicos que provam que sua prática regular traz uma série de benefícios para as pessoas, você pode checar o que eu digo, não precisa simplesmente acreditar em mim.
Aliás, não precisa e nem deve simplesmente acreditar em qualquer coisa que seja dita.
O consumidor informado, educado, consciente sabe que hoje é possível obter dados sobre absolutamente qualquer assunto.
Se você se der ao trabalho de buscar informações, vai encontrá-las.
Então quem tem interesse em meditação, técnicas avançadas dessa prática, espiritualidade, deve ir atrás de informações, checar essas informações e fazer escolhas informadas.

Pergunta
Seu nome está cada vez num maior número de produtos.
O senhor não tem medo que essa expansão dos seus negócios acabe por transformá-lo numa espécie de fast-food da espiritualidade?
Como o senhor mantém controle sobre tudo o que está sendo produzido e que leva a sua marca?

Chopra -
A maioria dos produtos que hoje levam o meu nome são livros, fitas de vídeo, cassetes e CDs.
Há poucos produtos de ervas e algumas outras coisas.
Nesse exato momento minha organização está passando por uma transformação.
Estou abrindo mão de todos os demais produtos para me concentrar em escrever meus livros, fazer meus vídeos e gravar meus cassetes e CDs.
O resto vou entregar nas mãos de instituições reconhecidas, para que tomem conta de tudo.
Ao mesmo tempo, fundei uma organização não lucrativa para poder canalizar os lucros da venda desses produtos para pesquisas e educação.
Há sempre uma percepção de que quando alguém se torna popular, e hoje eu sou popular, todo o trabalho daquela pessoa é puramente moda, é aquilo que você está chamando de fast-food.
Só que no meu caso não é.
Meu trabalho é autêntico e não posso fazer nada se cada vez mais pessoas percebem isso e gostam disso.

Pergunta
Uma crítica comum ao seu trabalho é que o senhor pega a sabedoria milenar indiana e transforma em pílulas para o consumo rápido do Ocidente.

Chopra -
Na verdade, o que faço é interpretar de forma contemporânea o antigo conhecimento indiano.
Porque se você for até a fonte, ou seja, se resolver estudar as antigas escrituras indianas, vai descobrir que há muita superstição, muita bobagem, muita porcaria ali, infelizmente.
Assim, é preciso ser seletivo.
Só porque alguma coisa é antiga, não quer dizer que seja boa.
Muita gente faz essa confusão: acha que tudo que é antigo é sábio.
Essa postura presume que nossos ancestrais sabiam mais do que nós sabemos hoje, e isso é falso.
Nós temos a vantagem de saber o que eles sabiam e muito mais, graças ao que pudemos aprender através da ciência e da tecnologia.
O que faço é, primeiramente, ser seletivo em relação à antiga sabedoria.
Eu não tenho uma fé cega na milenar sabedoria indiana.
Também não tenho uma fé cega num glorioso passado indiano, nem nas escrituras védicas, nem na espiritualidade do povo indiano.
Muito disso tudo é exagerado, especialmente pelos próprios indianos – que são, aliás, um dos povos mais superficiais do mundo.
Os indianos posam de grandes espiritualistas quando são materialistas ferrenhos, preocupados sobretudo em copiar o Ocidente.

Pergunta
Então por que essa fama de que eles são tão espiritualizados?

Chopra -
Nós tendemos a avaliar uma civilização ou uma cultura por seus luminares.
Se pensamos na Grécia Antiga, por exemplo, o que nos vem à mente é Pitágoras, Sócrates, Aristóteles, Platão… Pensamos: ‘Uau! Que grande civilização!’
Mas, na verdade, os gregos naquela época eram na sua maioria bárbaros: sexistas, escravagistas, jogavam as pessoas com defeitos físicos aos leões.
Essa era a Grécia.
O mesmo é verdade da antiga civilização indiana.
Há alguns poucos luminares, como o poeta Rabindranath Tagore ou Mahatma Gandhi.
Você olha para os grandes homens e diz: puxa, a India era uma maravilha.
Mas nem tudo na India era uma maravilha.
Não vamos fingir que tudo que existia na India poderia ser aprovado sem reservas.
É preciso ser seletivo.
Antigo e eterno são conceitos diferentes.
Algumas coisas antigas podem servir ou não para os dias de hoje.
Já o que é eterno é válido sempre, a qualquer tempo.
Meu trabalho é selecionar o que é eterno e explicar de forma lógica.
Se eu não puder explicar de forma científica, lógica, eu não incorporo ao meu trabalho.

Pergunta
A saúde perfeita é possível?

Chopra - Eu acredito que a saúde perfeita é o estado natural de todos os seres humanos.

Pergunta
Mas do que a gente morreria se nunca adoecesse?

Chopra -
A gente morreria, provavelmente, de tédio. (rindo)

Pergunta
Mas e se a gente estivesse se divertindo?

Chopra –
Aí, provavelmente, viveríamos por muito, muito tempo.
Esta é uma questão absolutamente fascinante.
Se olharmos para um grupo de pessoas idosas, digamos com mais de 100 anos, algumas delas terão artrite, mas nem todas; algumas terão doenças coronárias; mas nem todas; outras terão câncer, mas nem todas.
O que você coloca, portanto, é que quando as pessoas envelhecem elas têm mais chances de apresentar doenças. Mas o fato de que algumas pessoas idosas adoecem e outras não significa que, apesar de certas doenças serem mais comuns entre os idosos, elas não são obrigatórias.
Este é um insight interessante, que outras pessoas já notaram: envelhecer não significa que você tem que, necessariamente, adoecer.
Mas aí vem o problema: do que nós morreríamos?
Bem, com os conhecimentos científicos disponíveis hoje, acredita-se que o ser humano tem um relógio biológico com um limite que estaria, atualmente, por volta de 120, 121 anos.
A teoria é que, basicamente, quando o relógio atinge essa idade a pessoa morre.
Se isso é verdade ou não, ainda precisa ser verificado.
Pessoalmente, acredito que viver para sempre acabaria por nos condenar ao tédio e à senilidade eternos.
Quando nós percebemos de verdade quem somos, queremos sempre ter uma experiência nova de vida.
Se eu compro um Jaguar hoje, posso achar que é um belo carro, mas daqui a alguns anos vou querer uma Ferrari, e depois vai ser qualquer outra coisa.
O ser humano é assim: se cansa das coisas.

Pergunta
Por falar nisso, é verdade que o senhor coleciona carros de luxo?

Chopra –
Não. Fiz isso há vinte anos.
Eu tinha uma coleção de Jaguares, que fui dando ao longo do tempo.
Hoje em dia não dirijo, caminho.
Não tenho sequer a carteira de motorista.
Onde eu vivo, em La Jolla, na Califórnia, não é preciso dirigir para se locomover.
A maior parte do tempo eu ando.
E quando estou viajando, alguém dirige para mim, ou tomo um ônibus, ou um trem.
Não estou mais preocupado com esse tipo de coisa.

Pergunta
Voltando à questão da saúde.
Quando o senhor fica doente, a que tipo de tratamento recorre?

Chopra - Eu nunca fiquei doente.

Pergunta
Como assim? Desde quando?

Chopra - Desde que eu me lembre.

Pergunta
O senhor está brincando.
Nem um resfriado?

Chopra -
Nem um resfriado, não que eu me lembre.
Ninguém na minha família fica doente.
Esse é um conceito estranho para nós.
Meus filhos nunca tiveram nenhum problema de saúde.
Acho que é porque somos uma família saudável.
Meu pai está com 80 anos e ainda trabalha diariamente, atendendo seus pacientes.
Ele é cardiologista e trabalha 12 horas por dia, não pára nunca.
Quer dizer, hoje, claro, ele também acha tempo para meditar e medita todos os dias, graças a mim.
Mas somos uma família de fato interessante, ninguém adoece.
Meu avô, aliás, morreu de contentamento.
Ele tinha um grande orgulho das conquistas do meu pai, que tinha se formado cardiologista.
Um dia ele recebeu um telegrama avisando que meu pai tinha se tornado membro do Royal College of Physicians, na Inglaterra.
Ele ficou tão feliz que acabou morrendo.
Foi mesmo uma morte por alegria.

Pergunta
O senhor às vezes fica estressado?
Tem alguma coisa que o deixa estressado?

Chopra -
Não, eu não fico estressado.
Às vezes eu fico bravo, e claro que você poderia dar a esse sentimento outros nomes, se quisesse.
Mas o fato é que quando me aborreço demonstro minha raiva por cinco minutos e pronto, acabou.
E é muito difícil que eu fique realmente chateado.
As coisas simplesmente não me incomodam.

Pergunta
E antigamente, o que tinha a capacidade de estressá-lo?

Chopra -
Receber críticas.
Mas não mais.
Aliás, outra coisa: o tráfego de São Paulo.
Mas agora nem esse trânsito que vocês têm aqui me incomoda mais.
De verdade.

Pergunta
E qualquer pessoa pode chegar a essa tranquilidade e enfrentar o trânsito de São Paulo sem estresse?

Chopra -
Sim, qualquer pessoa.
O que acontece é que depois de algum tempo a gente percebe que está fazendo tempestade em copo d’água.
Tudo é levado tão a sério, tudo vira um drama, uma novela.
A vida não precisa ser assim.
Depende de como você encara.

Pergunta
Quais suas melhores qualidades?

Chopra -
Eu sou divertido.
Meus dois filhos podem confirmar isso.
Nós nos divertimos muito juntos.
Também acho que escrevo bem e sou um bom orador, um comunicador competente.

Pergunta
O que o senhor costuma fazer com seus filhos para se divertir?

Chopra -
Nós escalamos montanhas, mergulhamos, pulamos de pára-quedas...
Adoramos esportes e praticamos em qualquer lugar do mundo.
Podemos fazer mergulho no Caribe, esquiar na Europa, escalar uma montanha na Califórnia.
O importante é que gostamos muito de atividades ao ar livre e sempre que estamos juntos fazemos alguma coisa assim.

Pergunta
E isso acontece com frequência?
Parece que o senhor passa a maior parte do tempo viajando.

Chopra -
Eu diria que passo metade do meu tempo viajando.
E minha intenção é parar com as viagens em dois anos.
Mas isso ainda está no futuro, vamos ver o que acontece.
Mesmo viajando bastante, porém, tenho tempo para minha família.
Muitas vezes eles viajam comigo, se estou indo a algum lugar interessante.
Se vou a Detroit, eles não vão junto.
Mas se vou ao Havaí, aí vai a família toda.

Pergunta
O senhor pode falar um pouco sobre sua família?
O que fazem os seus filhos?

Chopra -
Meu filho, Gautama ou Gotham, tem 24 anos, é escritor de ficção e também assina quadrinhos.
Ele acaba de terminar uma série de quadrinhos de grande sucesso, "Bullet Proof Monk" (Monge à Prova de Balas), que mistura artes marciais e espiritualidade e será transformada em filme.
Ele também apresenta um programa de TV especial, sobre espiritualidade, que é assistido diariamente por 10 milhões de crianças.
Ele é um cara muito popular.
Quando terminou a faculdade, no ano passado, se mudou para Los Angeles e agora está preparando dois romances.
Minha filha, Mallika, tem 26 anos e está fazendo mestrado em Chicago.
Ela estuda entretenimento e espiritualidade e pretende pegar meu trabalho e transformá-lo em algo mais acessível para um público mais jovem.
Meus dois filhos meditam desde os 4 anos de idade.

Pergunta
Mas no seu livro "As Sete Leis Espirituais para os Pais" o senhor não recomenda que as crianças só sejam introduzidas na prática da meditação a partir dos 6 ou 7 anos?

Chopra -
Mas eu quebrei as regras. (rindo)

Pergunta
Ok, o senhor pode.
Bom, e sobre sua mulher?

Chopra -
Minha mulher e eu somos casados há… meu Deus, faz tanto tempo…
Quanto tempo? Ah, 28 anos.
Nós temos uma relação maravilhosa porque é baseada na mais completa aceitação e confiança.
Eu aceito e confio na minha mulher 1000% e ela me aceita e confia em mim.
Por isso é uma relação muito bonita.
Nós crescemos juntos ao longo de todos esses anos.
Ela ajuda no Chopra Center for Well-Being tomando conta da decoração e escolhendo as obras de arte, que são muitas.
Sempre que viajo fico prestando atenção em quadros, esculturas, qualquer coisa que eu ache que a Rita possa gostar.
Ela coleciona arte – não necessariamente de artistas famosos, mas qualquer obra que a emocione.

Pergunta
Há alguma coisa que o senhor gostaria de mudar na sua personalidade -- ou já mudou tudo o que queria?

Chopra -
Já mudei o que me incomodava.
Eu era muito intolerante, e não só com relação a críticas.
Eu era intolerante com as pessoas em geral, com a demora de as pessoas entenderem as coisas.
Era muito impaciente.
Mas, ao longo dos últimos anos, alterei essas qualidades.

Pergunta
Como é um dia típico na sua vida?

Chopra -
Num dia típico eu levanto às quatro da manhã, medito por cerca de uma hora e meia a duas horas, e então vou fazer ginástica.
Eu construí uma academia em casa e tenho um treinador que vem às 6h.
Faço aula de tudo que você possa imaginar: bicicleta, yoga, boxe.
O treinamento vai até as 7h30.
Mesmo quando viajo não deixo de fazer exercícios.
Hoje mesmo usei a academia do hotel.
Depois, sento para escrever por duas horas, até as 9h30.
O resto do dia faço o que as pessoas me mandam fazer. (risos)
Até as 9h30 é meu tempo sagrado.
Depois das 9h30 é o tempo de todo mundo, de quem quiser o meu tempo.
Às 16h dou uma parada novamente.

Pergunta
Nas suas palestras e nos seus livros o senhor cita muita poesia.
Ler poesia é um hobby seu?
E o senhor também escreve poemas?

Chopra -
Eu escrevo poesia e já publiquei dois livros: um de poemas meus e outro com traduções originais de Rumi [poeta místico do Islã do século XIII].
Também coloquei música nos poemas dele e convidei algumas grandes vozes para declamá-los num CD: gente como Madonna, Demi Moore e outros grandes artistas e filósofos.
Esse CD está fazendo um enorme sucesso, aliás.
Estou preparando uma nova tradução, desta vez sobre os sentidos da morte na poesia de Rabindranath Tagore [poeta e filósofo indiano, ganhador do prêmio Nobel de Literatura de 1913].
Além de poemas, escrevo romances.
Já escrevi três histórias, sendo que uma delas, "The Lords of the Night" (Os Senhores da Noite), acabou de sair nos Estados Unidos, foi publicada na semana passada.
É um romance baseado na Cabala, o tema é a religião.
Conta a história de um falso profeta que aparece em Jerusalém mas que, na verdade, é o diabo.
Então ele tem que ser mandado de volta para o inferno.
Esse livro vai virar filme.

Pergunta
O senhor é religioso?

Chopra -
Não. Acredito que Deus nos deu a Verdade e aí veio o Diabo e disse: vamos organizar essa sabedoria, e é a isso que chamamos religião.
Se você analisa as religiões, o que está em jogo é sempre poder, controle, dogma, ideologia, julgamento, punição. Deus é sempre um pai disfuncional em todas as religiões.
A relação dos fiéis com o Deus das religiões é aquela de uma criança com um pai disfuncional, em vez de um pai amoroso.
Mas Deus é puro amor.

Pergunta
Alguns de seus últimos livros parecem apenas reciclar o que o senhor já havia dito em obras anteriores.
O senhor ainda tem tempo para estudar?

Chopra -
Eu estudo muito e sempre.
A cada três meses, por exemplo, tiro uma semana para ficar em silêncio.
Nesse período não tenho contato com ninguém.
Meus assistentes acham o lugar certo, que pode ser em qualquer parte do mundo, desde que atenda a esse requisito de ser totalmente isolado.
Já estive numa floresta na Costa Rica, no deserto da Califórnia, nos canyons em Utah.
Meu próximo retiro será na Louisiania, quando este tour acabar.
Fico lá sem relógio, telefone, fax, celular, nenhum contato humano.
Alguém me deixa lá e volta para me buscar em seis ou sete dias.
Um tempo de estudo, reflexão e silêncio.

Pergunta
Um dos seus livros cita que o luxo seria a condição natural do ser humano…

Chopra -
O luxo, não. A abundância. Não sei como está a tradução, mas o conceito é abundância.
Essas são coisas diferentes.
Eu acredito que a abundância é o estado natural do ser humano, é um estado de consciência em que você não se preocupa com nada.

Pergunta
Como assim?
O universo provê?

Chopra -
Claro, mas o universo é você.

Pergunta
Mas então você tem que ir lá e fazer as coisas acontecerem, e vai acabar se preocupando.
Dá na mesma.

Chopra -
O que você tem que fazer é perceber qual a fonte das coisas, de onde elas vêm.
As pessoas me perguntam: de onde vai vir o dinheiro no fim do mês?
Eu respondo: onde ele está no momento.
O que é o dinheiro?
Nós podemos simplesmente imprimir papel colorido e usá-lo como dinheiro?
Não. Então de onde vem o dinheiro?
Um amigo meu que trabalha com a Internet fez US$ 1,4 bilhão em um dia.
Eu perguntei a ele: de onde vem todo esse dinheiro?
Vem da consciência. O dinheiro é um símbolo, só isso.
O dinheiro é um símbolo daquilo que consideramos útil e valioso – em outras palavras, é energia.
Se a sociedade diz: bom, nós queremos ver filmes pornográficos, tem dinheiro nesse negócio.
Porque é isso o que a sociedade está considerando que tem valor.
Ou a sociedade diz: queremos fumar.
Pronto: tem dinheiro aí.
O dinheiro é uma forma de simbolizar o que a sociedade valoriza.

Pergunta
E isso muda ao longo do tempo.

Chopra -
Com certeza.
E para saber onde está o dinheiro é muito interessante olhar para o passado, ver quais as fontes históricas de riqueza.
Quando éramos caçadores e colhedores, o que não faz assim tanto tempo, tínhamos duas reações possíveis frente aos animais: lutar ou fugir.
Diante dessa realidade, a origem da riqueza era qualquer coisa que pudesse matar, qualquer instrumento que facilitasse a caça: como o arco, a flecha e a lança.
Muitos de nós ainda hoje somos caçadores, e para esses a fonte de riqueza são as armas.
Depois, quando nos tornamos uma sociedade agrícola, o que passou a ter valor foram os produtos agrícolas e também os animais, porque você precisava ter vacas, galinhas, porcos.
Os bichos eram parte daquele universo, assim como a terra.
Já na era industrial, a fonte de riqueza eram as máquinas.
Mas de que são feitas as máquinas?
De aço, ferro, cobre.
Então os recursos naturais passaram a ter valor.
Agora estamos além desse modelo, numa sociedade pós-industrial.
Qual a origem da riqueza hoje? Informação.
Os países mais ricos do mundo são aqueles que produzem chips de silicone, que não são mais do que poeira com a capacidade de armazenar informação.
Nesse exato momento estamos passando da era da informação para a era da consciência e a fonte de riquezas será a inteligência.
Portanto, quem quiser ganhar dinheiro daqui para a frente deve parar de produzir cigarros e pornografia e começar a vender sabedoria.
É melhor começar a pensar em riqueza como sinônimo de consciência.
A idéia é que se você é capaz de dar, se é capaz de alimentar relacionamentos, isso alimenta seu diálogo interno, sua consciência.
E fica claro que os relacionamentos são a coisa mais importante.

Pergunta
O senhor é feliz?

Chopra -
Sou um homem feliz, sim, mas não totalmente realizado.
Uma parte de mim permanece em busca e espero que isso não mude nunca.
Caso contrário vou morrer de tédio, como dizíamos antes.

Pergunta
O que importa na sua vida hoje?

Chopra -
Paz, harmonia, riso e amor.
Esses não são conceitos abstratos, são realidade.

Pergunta
E quais os seus próximos objetivos?

Chopra-
No momento, estou trabalhando para estabelecer duas instituições não-lucrativas que serão centros de ensino da consciência para quem não pode pagar por esse conhecimento.
Sei que muitas pessoas gostariam de fazer os cursos que oferecemos no Centro em La Jolla, por exemplo, mas acham caro, elas têm que usar o dinheiro para pagar o aluguel.
A idéia é levantar fundos com quem tem para financiar os estudos de quem não poderia pagar de outra maneira.
Acredito que há duas formas de caridade: numa, você dá dinheiro para ajudar aqueles que não têm; em outra, você cria condições para que as pessoas se tornem independentes.
A única caridade válida é aquela que faz com que as pessoas não voltem a precisar de caridade no futuro.
É por isso que quero estabelecer instituições que ensinem às pessoas os princípios do auto-conhecimento, da criatividade e da intuição.
Esse é o meu objetivo pelos próximos dois anos e tenho trabalhado muito por isso.
Uma instituição será nos Estados Unidos e a outra na Europa, numa ilha grega.

Pergunta
Por que uma ilha grega?

Chopra-
Porque estive lá, comentei que era um lugar maravilhoso e me disseram que se eu quisesse criar lá uma instituição educacional, eu receberia a terra de graça.
Então foi assim que tudo isso começou.
E eu dedico a esse projeto o meu tempo, a minha energia, condições e dinheiro para que essa idéia se torne realidade.
Além disso, tenho mais livros a caminho, alguns filmes, uma série de documentários em mitologia.
Há muita coisa muito legal por vir.

Pergunta
O senhor fala muito no conceito de "dharma", que poderíamos explicar como o caminho natural de cada pessoa, aquele que traz mais felicidade e crescimento.
Como descobrir nosso dharma?

Chopra-
Perguntando a si mesmo: se eu tivesse todo o tempo do mundo e todo o dinheiro do mundo, o que eu faria?
Esse é o seu dharma, e uma vez que você o encontra, uma vez que você se coloca no seu caminho, nada pode detê-lo.

Pergunta
E até para ajudar nessa descoberta do dharma, qual sua recomendação para as pessoas que estão em busca de mais felicidade?

Chopra-
Ache tempo para explorar-se a si próprio.
Torne-se inocente, brincalhão, sinta-se confortável diante do desconhecido.

Pergunta
Mas como se faz isso?

Chopra -
É simples.
Em inglês nós dizemos: "take it easy".
Relaxe, pegue leve.
Para que tanta excitação, nervosismo, ansiedade?
Para que tanto barulho?

Pergunta
Sim, e como conseguimos essa atitude?
Você simplesmente resolve que daqui para frente não vai fazer tanto barulho por nada?

Chopra-
Exatamente.
Você resolve e muda sua atitude.
É assim.
Claro, existem técnicas que ajudam nesse processo.
Mas se você não estiver pronto para a técnica, não vai dominá-la.
Basicamente são técnicas que libertam o ser humano.
A meditação é uma delas.

O Mestre ensina: O que é o Amor Incondicional?


"A lição final é sobre o verdadeiro significado do amor.
Eu já disse antes que o medo é o bloqueio auto-imposto à conscientização da presença do amor. Quando o medo é liberado, o amor se revela.
Mas a verdadeira experiência do amor é maior do que qualquer coisa que vocês possam imaginar.
É muito maior do que a idéia de amor.
Ela está acima de todas as imagens e símbolos que vocês criaram para não escutar a voz do amor.
E, no entanto, está mais próxima do que vocês pensam, mais próxima do que o seu hálito, ou até do sussurro silencioso do amor que anseia por si mesmo.
E qual é o segredo que o amor sussurrou aos seus ouvidos moucos, o eco distante que os assustou tanto.
Só isto: vocês são a essência do Amor.Agora mesmo, do jeito que vocês são, apesar de todas as idéias preconcebidas que têm de si próprios, o amor clama por vocês e os aceita".

"Vocês esqueceram quem são, porque, temendo perder o amor, negaram aquilo que é sua essência.
O amor, por sua própria natureza, é gratuito.
Mas essa dádiva só é reconhecida quando retribuída.
Só quando o amor sopra de um coração a outro, ele é plenamente experimentado.
Quando se nega o amor ele é esquecido e, como vocês e o amor nasceram juntos, vocês também são esquecidos. Ele fica escondido dentro de vocês, ao lado da lembrança também esquecida do seu verdadeiro Eu.
Embora dormindo e sonhando, ele aguarda o alvorecer quando seu nome será chamado e lê ressuscitará.
E o despertar do amor é também o seu despertar, pois vocês estão intimamente ligados, feitos para doar generosamente o que vocês são: a plena consciência da presença do amor.
Mas para que este despertar aconteça é preciso que vocês estejam dispostos a desistir de todos os meios com que tentaram limitar e conter o amor.
Não se pode guiar os caminhos do amor.
Se vocês se submeterem à visão pura do amor, no entanto, ele os guiará, mostrando-lhes uma nova visão de vocês mesmos".

"O amor verdadeiro, ou incondicional, não tem consciência das estranhas exigências que vocês impõem aos seus relacionamentos.
O amor é o mesmo para todos.
Suas tentativas de reservar o amor para determinados relacionamentos e negá-lo em outros foi o que os impediu dever a presença do amor.
Sejam generosos como o amor é generoso – como o sol que ilumina a todos, ou o pardal que não canta para quem o ouve, mas canta por cantar.
Quando vocês julgam que algumas pessoas merecem o seu amor e outras, não, são vocês que não são merecedores; não por terem sido julgados pelo amor, mas porque esqueceram a regra do amor".

"Vocês são, essencialmente, a origem do amor incondicional.
A água que distribuem refresca todo o universo, pois vocês não estão separados do universo e, sim, intimamente ligados a tudo que faz parte dele.
Distribuam gratuitamente o seu dom, portanto, deixem-no fluir e inundar todas as pessoas que virem, todas as que cruzarem o seu caminho.
Não pensem que ficarão impedidos de se relacionar com mais envolvimento com uma pessoa do que com a outra.
Envolvimento nada tem a ver com amor.
Nas suas vidas sempre haverá pessoas com quem a sintonia dos seus pensamentos será mais intensa, e outras com quem isso não acontecerá.
Mas seu amor é o mesmo para todas.
É apenas o reconhecimento da mesma vida da qual vocês estão continuamente renascendo".

"Amor é o saber; é a pura compreensão.
Ele sabe que todas as coisas são um todo, independentemente de sua aparência ou delírio, e ele se dá integralmente, sem julgar, sem reconhecer a diferença entre este ou aquele relacionamento.
Ele compreende que existe apenas um relacionamento real e é aquele que todos partilhamos.
O Eu que está além da idéia de Amor, o encontro sagrado da vida com a vida.
O segredo do amor incondicional é que somos todos iguais.
Sagrados além da imaginação.
É isso o que a liberação do medo revela.
É isso que vocês estão procurando.
E é o que encontrarão quando abrirem seus corações para todos os elementos da criação".


"Emissário da Luz" – James F. Twyman

Cromoterapia – Estudos


A Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções.
O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem.
Sem luz não há vida e dessa maneira, o homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuídos por todos os nossos corpos, físico e energéticos.
É a ciência que emprega as diferentes cores, sejam elas visíveis ou não, com o propósito de reestruturar ou manter um determinado nível energético, visando o bem-estar não de uma parte do corpo mas do todo (HOLOS).
Nossos pensamentos originam vibrações coloridas, impressas no nosso corpo energético (AURA).
A AURA é um campo eletromagnético emitido por nós, refletindo o estado físico, mental e espiritual, pelo seu tamanho, cor, forma e densidade.
Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.
A Cromoterapia, através de suas cores energéticas, reestabiliza o equilíbrio do organismo, obtendo-se, portanto, a cura.
No tratamento Cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de cura ou harmonização: luz do espectro solar, luz de lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza.
A cromoterapia atua na AURA, reequilibrando nosso corpo e também os nossos chakras.
Os chakras são vértices energéticos localizados no nosso corpo energético que ligam a matéria ao corpo energético; são como flores que se abrem e se fecham, permitindo a troca de energias com o campo magnético externo.
Havendo no total 7 chakras maiores, estes se associam a cores específicas, as quais aplicadas corretamente aos chakras, ativam os mesmos, re-equilibrando-os.
Os chakras se associam a glândulas, órgãos internos e emoções, desta forma, todos estes aspectos são trabalhados simultaneamente através da cromoterapia.
As formas de utilização são as mais diversas:
aplicação direta de luzes em pessoas, animais ou ambientes
raios solares
vestimentas
alimentos
produtos
projeção mental
bastões de cromoterapia

Tão antiga quanto a natureza, a Cromoterapia é utilizada desde os primórdios: por meio de luz solar, aquece os homens, animais e ambientes; através da flora, determina seu estado de espírito.
Para que se possa desempenhar um trabalho eficaz, é necessário levar em consideração:

O homem é formado por uma energia condensada e cada órgão corresponde a uma determinada freqüência.
Quando a freqüência de um órgão é alterada, surge o que chamamos de "anomalia".
A prática da Cromoterapia, como qualquer outro método terapêutico, envolve sólido conhecimento de anatomia, além dos centros energéticos do organismo.
Lembre-se: mesmo a cromoterapia aplicada em um ambiente gerará impacto em você e em sua família.
Portanto: procure um profissional de sua confiança!


Dica de aplicação da Cromoterapia com a Aromaterapia
Existe em lojas naturais, feiras de artesanato e na Internet um aparelho (réchaud) que une a CROMOTERAPIA à AROMATERAPIA com o qual podemos fazer uma combinação perfeita, de acordo com as nossas necessidades.
É importante citar que estamos falando de Óleos Essenciais, não de essências.
Qual é a diferença?
Simples: os óleos são extratos naturais, e atuam diretamente em seu corpo, enquanto as essências são sínteses laboratoriais, sem valor terapêutico.
Essa é a razão da diferença (absurda) de preço entre eles.
A tabela com a melhor relação de cores e aromas para seu uso diário
abaixo refere-se à utilização:

de óleos essenciais em Réchauds (aromatizadores)
de cores, na forma de lâmpadas coloridas – tipo bolinha, de 10 ou 15 Watts - facilmente encontradas em supermercados, e mantidas em abajures no ambiente que se deseja tratar.

Branco:
Representa pureza em sua forma extrema.
Diferentemente do preto, tudo é excluído da cor branca.
Tanto a cor branca como a preta encerram em si a total potencialidade.
O branco representa a pureza de todos os seres.
Por outro lado, encerra o isolamento, já que tudo se exclui dele.


Marrom:
Cor da integração e do oferecimento, até do sacrifício.
Materialmente, associa-se a outono, doenças e terra.
Afetivamente, a melancolia, orações, etc.


Índigo:
Anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea.
Limpa as correntes psíquicas


Preto:
Atrai todas as vibrações para si, absorvendo-as.
Funciona como um isolante.
Trata-se da cor da autonegação.


COR:
VIOLETA

Cor da transmutação, útil em pessoas resistentes às mudanças do cotidiano.
Preventivo de processos infecciosos.
Auxilia a meditação e elevação
Traz o equilíbrio da consciência: dignidade e divindade, mas também estabilidade.
Relaciona-se à mentalidade humana e pode remeter a uma integração como o espaço, com a concentração voltada para um fim específico (oração ou meditação).
Eleva a auto-avaliação e a auto-estima de quem perdeu o senso da beleza humana, além de devolver o ritmo da glândula pineal.
Purifica o organismo atuando de modo calmante sobre os músculos do coração e sobre os outros músculos do corpo. Também acalma a superexcitação nervosa.
ÓLEO RELACIONADO:
Canela, Laranja, Flor de Laranjeira, Citronela, Sândalo
OBSERVAÇÕES:
o uso contínuo tende a gerar tensão

COR:
ANIL

ligado à intuição e assuntos da mente
ÓLEO RELACIONADO:
Cedro, Lavanda

COR:
AZUL

Distúrbios do sono / Agitação (inclusive mental), Tensão muscular e Stress.
Quando se busca a paz no ambiente
Ligado à fala (sapos engolidos; dificuldade para se expressar)
De todas é a mais curativa.
Extremamente relaxante, traz paz, auxilia na remoção de dores de cabeça e enxaquecas e é útil em casos de asma. Materialmente está associada a frio, céu, gelo.
Afetivamente, à verdade, intelectualidade, viagens, serenidade, infinito, meditação.
Ajuda a baixar a pressão arterial; assim como acalma e traz clareza mental.
ÓLEO RELACIONADO:
Lavanda, Néroli, Almíscar, Sândalo
excelente para uso no quarto de dormir.
OBSERVAÇÕES:
Não indicado para atividades que exijam grande concentração
Azul forte: Lubrificante das juntas e articulações

COR:
VERDE

Cor da Saúde, é excelente para problemas orgânicos.
Muito eficaz quando há histórico de problemas digestivos e no sistema nervoso.
Pode ser utilizada para desequilibrar as vibrações causadas pelo raio de uma doença.
Associada ao chakra cardíaco, pode ser útil em problemas do coração, úlceras, dores de cabeça, casos de câncer e outros.
Também pode estar associada afetivamente à paz, natureza, saúde, abundância, tranqüilidade, equilíbrio, esperança e juventude.
Harmoniza as flutuações do estado de espírito e provoca melhor equilíbrio nos casos de insatisfação e impaciência.
ÓLEO RELACIONADO:
Menta, Limão, Lemongrass
OBSERVAÇÕES:
O uso excessivo tende a estimular a depressão.
Verde forte: antiinfeccioso, anti-séptico e regenerador.

COR:
AMARELO
Útil em tratamento de problemas ósseos.
Concentração mental e fixação de informações (excelente cor para estudantes)
De forma isolada pode proporcionar perda de estabilidade, proteção, meta ou foco.
Assim, pode encorajar o nervosismo e a incerteza.
Seu uso é sugerido associado a outras cores.
Desperta novas esperanças no caso de resignação de doentes que desistiram da cura; alguns terapeutas afirmam que o amarelo fortalece os olhos e os ouvidos além de ajudar na cura da artrite.
ÓLEO RELACIONADO:
Patchoully, Laranja, Pinho, Cravo, Gerânio
OBSERVAÇÕES:
O uso excessivo tende a gerar tensão
Amarelo forte: Fortificante do corpo, age em tecidos internos

COR:
LARANJA

Ligado aos órgãos sexuais e rins, estimula o apetite e digestão.
Aplicado em problemas cardíacos
É a cor da alegria, podendo ser usada para dar mais vida a uma atitude.
É antidepressiva, promove a boa digestão, beneficia a maior parte do sistema metabólico, rejuvenesce e vitaliza, podendo também elevar a pressão sanguínea.
Associa-se às glândulas supra-renais.
ÓLEO RELACIONADO:
Citrus, Herbal

COR:
ROSA

Sendo a cor do Amor Universal, é excelente para ambientes com pessoas tristes, deprimidas e angustiadas.
ÓLEO RELACIONADO:
Rosa, Ylang-Ylang, Sândalo
Rosa forte: Age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas no sangue.

COR:
VERMELHO

Aumenta a atividade física das pessoas e seus órgãos.
Estimula o desenvolvimento e alívio das funções respiratórias em crianças.
Eficaz em distúrbios relacionados à pele e sangue.
De todas as cores é a mais poderosa, devendo ser usada com prudência.
É vitalizante, estimulante e excitante, além de aumentar a pressão sanguínea.
Pode estar associada ao perigo, advertência e guerra, mas também a vida, sol, chama e energia.
Associa-se ao chakra básico.
Intensifica as funções do corpo estimulando o sistema nervoso e fortalecendo a atividade do fígado.
ÓLEO RELACIONADO:Eucalipto, Palmarosa, Pinho, Gerânio
OBSERVAÇÕES:
Alerta: evite esta cor em casos de hipertensão.

Conselho à alma angustiada


Trecho da obra
O Livro da Confiança",do conhecido autor francês, Padre Thomas de Saint Laurent.
Suas palavras são de molde a auxiliar-nos possantemente a transpor com espírito de fé, paz de alma e, sobretudo, confiança, os novos dias de 2009.
“Voz de Cristo, voz misteriosa da graça que ressoais no silêncio dos corações, vós murmurais no fundo das nossas consciências palavras de doçura e de paz.
"Às nossas misérias presentes repetis o conselho que o Mestre dava, freqüentemente, durante a sua vida mortal: ‘Confiança, confiança!’
“À alma culpada, oprimida sob o peso de suas faltas, Jesus dizia:‘Confiança, filha, teus pecados te serão perdoados!’.
"‘Confiança’, dizia ainda à doente abandonada que só dele esperava a cura, ‘tua fé te salvou’.
"Quando os Apóstolos tremiam de pavor vendo-o caminhar, de noite, sobre o lago de Genesaré, Ele os tranqüilizava por esta expressão pacificadora:
‘Tende confiança! Sou Eu, nada temais!’

"E na noite da Ceia, conhecendo os frutos infinitos do seu Sacrifício, lançava Ele, ao partir para a morte, o brado de triunfo: ‘Confiança! Confiança! Eu venci o mundo!’

“Esta palavra divina, ao cair de seus lábios adoráveis, vibrante de ternura e de piedade, operava nas almas uma transformação maravilhosa.

"Um orvalho sobrenatural lhes fecundava a aridez, clarões de esperança lhes dissipavam as trevas, uma calma serenidade delas afugentava a angústia.

"Pois as palavras do Senhor são ‘espírito e vida’.
Bem-aventurados os que as ouvem e as põem em prática’.
“Como outrora aos seus discípulos, é a nós, agora, que Nosso Senhor convida à confiança.
Por que recusaríamos atender à sua voz?”

Quadro de Nossa Senhora da Confiança, que se venera no Seminário Romano.
A propósito dele, a Mãe de Deus fez a seguinte promessa à Irmã Clara Isabel Fornari (1697-1744):

“Todas as almas que, com confiança, se apresentarem diante desta imagem, obterão verdadeiro conhecimento, dor e arrependimento dos seus pecados, e a Santíssima Virgem lhes conceder-lhes-á particular devoção e ternura para com Ela”
(La Madonna della Fiducia, P. Roberto Mais, Roma. Editrice Sallustiana, 1948).